9 dicas para que as crianças respeitem mais a natureza e o meio ambiente

Entender o valor da fauna e da flora na prática é premissa básica para que a criança se desenvolva com maior consciência sobre sustentabilidade.

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 3 jun 2021, 12h19 - Publicado em 5 jun 2021, 10h00

Ensinar crianças sobre o respeito à natureza desde cedo é o primeiro passo para que os pequenos cresçam como adultos mais conscientes da importância de preservar o planeta e viver em comunidade. Geralmente esse primeiro contato com a sustentabilidade acontece ainda na escola, mas é essencial que pais e responsáveis também exerçam a consciência ecológica dentro de casa e por meio da própria rotina.

Para celebrar o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, e também para que se possa investir em um dia a dia mais sustentável com os pequenos, reunimos algumas dicas práticas que vão ajudar você – e os seus filhos – a reconheceram a importância de preservar a fauna e a flora.

1. Permita que as crianças tenham contato com diferentes tipos de animais

A grande maioria das crianças tem algum apreço por animais, seja por influência de desenhos e filmes, seja pela convivência com um bichinho de estimação desde cedo dentro de casa. Se você é um amante dos animais, melhor ainda: conte para o pequeno fatos curiosos sobre diferentes bichos, permita que ele interaja com aqueles que não representam nenhum tipo de perigo e, por que não, adote um animalzinho para que a criança saiba sobre cuidados básicos com um pet ainda na infância.

Levá-las para passeios em fazendinhas, parques ecológicos e para conhecer projetos e ONGs que atuam na preservação da fauna também costuma funcionar bastante.

  • 2. Ensine-os sobre a importância da reciclagem

    Se você ainda não tem o hábito de reciclar e separar o lixo na sua casa, aproveite a oportunidade para começar um novo hábito mais sustentável. Comece pelo básico, ensinando os pequenos sobre a separação dos materiais e sobre o fato de que eles devem ser descartados em recipientes diferentes – se vir a criança jogando lixo no chão, lembre-se de explicar qual o problema nisso.

    Usar a clássica técnica das lixeiras de cores diferentes pode ser uma mão na roda, assim como recorrer a desenhos e episódios de programas infantis que explorem a temática da reciclagem (são diversos!). Embora no começo o processo possa parecer complicado ou cansativo, no fim das contas é um ato que já muda bastante a rotina em prol do meio ambiente.

  • 3. Monte a sua própria horta

    Mãe, filho e avó em jardim
    Vesnaandjic/Getty Images

    Se engana quem pensa que, para ter uma horta em casa, é necessário um grande espaço. Se você o possuir, ótimo, mas vale dizer que atualmente existem hortinhas prontas ou vasinhos de temperos e vegetais pequenos já plantados perfeitos para quem mora em apartamento, por exemplo.

    É bem provável que, ao começar sua própria horta, a criança fique fascinada ao ver o desenvolvimento dos alimentos dia após dia, o que pode despertar um interesse em cuidados com plantas no futuro. No mais, literalmente comer o que se planta é um jeito de estimular a criança a ampliar o cardápio e ver a trajetória daquele alimento até o seu prato.

  • 4. Ensine a criança a ser responsável pelo que está cultivando

    Como citado acima, ter uma horta ou cuidar de um vaso de plantinha pode facilmente fazer parte da rotina da casa. E faça com que o pequeno participe desta gostosa tarefa: seja tornando-o responsável pela rega, seja ensinando a criança a plantar, seja ao comprar uma mudinha para que ele ou ela tome conta.

    Além de contribuir para a consciência ecológica, o hábito desenvolve a responsabilidade.

  • 5. Aprenda – e ensine – que não há nada de errado em reutilizar roupas e brinquedos

    Sustentabilidade também tem a ver com a quantidade de bens materiais que a gente consome sem necessidade. Por isso, ‘reciclar’ roupas, acessórios, calçados e brinquedos é mais uma forma de tornar a vivência da criança mais compatível com um estilo de vida sustentável, onde não há a necessidade do “novo” a todo momento, uma vez que aquele objeto ou peça ainda tem utilidade.

    Continua após a publicidade

    Na prática, vale se organizar de tempos em tempos para separar roupas, sapatos e brinquedos que não servem mais e doá-los em vez de jogá-los no lixo. Antes de comprar coisas novas, certifique-se de que suas amigas, membros da família, conhecidos ou até brechós e grupos de venda online não possuem o que você precisa, já que é mais do que possível encontrar itens seminovos e usados em ótimo estado. A recirculação de peças é parte de um mundo mais sustentável e menos descartável.

    Para quem é mãe de crianças com uma diferença de idade significativa, não se deve esquecer de que o pequeno sempre pode recorrer às roupas do mais velho.

  • 6. Trate de inserir livros e filmes sobre ecologia na rotina

    A dica básica para fazer com que crianças entendam melhor sobre temas socialmente relevantes é recorrer à arte, ao mostrar a elas exemplos de desenhos e filmes infantis que tenham como temas centrais histórias da natureza, respeito aos animais e conservação do meio ambiente.

    Os livros são outra preciosidade, ainda mais quando o pequeno está em processo de alfabetização.

  • 7. Invista em atividades sobre a natureza 

    atividade de animais desenhados com plantas
    @inspiremyplay/Instagram

    Trazer o tema da sustentabilidade para as brincadeiras é outra forma eficaz de contribuir para uma maior consciência ecológica. As possibilidades são diversas: jogos de tabuleiro sobre ecologia, brinquedos que fazem referência à biologia e à botânica, brincadeiras ao ar livre e gincanas sobre conhecimentos gerais sobre animais e plantas, você quem escolhe.

    Separamos também atividades usando flores e folhas que podem ser bem divertidas do começo ao fim, já que a brincadeira inicia ao coletar as plantinhas encontradas caídas no jardim e parques e transformá-las em obras de arte.

  • 8. Repense a quantidade de carne consumida pela família

    Não importa se você segue ou não o vegetarianismo, pois é sabido que reduzir o consumo de carne bovina na dieta, ainda que aos poucos, contribui para a diminuição das emissões de gases que causam o aquecimento global, já que a produção é uma das que mais liberam gás carbônico no meio ambiente.

    Isso não precisa ser completamente explicado para os pequenos, basta reajustar a rotina alimentar em função de um menor consumo de carne vermelha. A dica é escolher um dia da semana em que a família toda se compromete a não consumir carne, e mudar o hábito progressivamente, se interessar.

  • 9. Viaje para destinos onde é possível interagir com a natureza

    Passeios escolares, acampamentos, viagens com a família para o interior ou à praia, caso se viva na capital. Tudo isso ajuda crianças a terem um maior conhecimento sobre a natureza, ainda que explorar a fauna e a flora seja uma atividade que não tem fim.

    Você sabia que, de acordo com um levantamento do Pinterest de 2020, os pais estão buscando maneiras divertidas de estimular o aprendizado dos filhos na prática, como por exemplo, visitar lugares em que é possível se deparar com os reflexos das mudanças climáticas, passeios de motorhome ou posadas na floresta.

    São diversos os espaços e iniciativas feitas especialmente para que a criança aprenda brincando sobre biologia e ecologia, e é mais do que válido investir em um deles em prol de uma criação mais sustentável.

    Continua após a publicidade
    Publicidade