Mãe cria giz comestível para ajudar na alimentação saudável das crianças

Os produtos encabeçados pela japonesa são não-tóxicos, feitos com verduras e legumes que seriam descartados e ecologicamente corretos.

Por Flávia Antunes 12 Maio 2021, 15h59

“Isso não é de comer, filho!”. Se você é mãe ou pai, com certeza já proferiu essa frase uma (ou dezenas) de vezes para o seu pequeno quando ele estava brincando – e levando à boca – materiais artísticos, como o giz de cera. Nesses momentos, é natural nos pegarmos pensando: “que bom seria se a criança tivesse a mesma facilidade para ingerir legumes e verduras”, né?

Pensando nisso, a designer japonesa Naoko Kimura surgiu com uma ideia bastante atrativa (e diferente) para as famílias. Ao reparar nos hábitos de sua própria filha, a mãe decidiu criar uma empresa de gizes comestíveis, que ajudasse a incentivar a alimentação saudável dos pequenos.

“Sempre que as crianças ficam interessadas em algo, elas colocam na boca. Então por que o giz de cera, material tão próximo das crianças, não pode ser seguro?”, questionou ela ao portal britânico Daily Mail.

Em vez de cera, os itens são feitos com derivados de arroz, que se originam quando o grão marrom é moído até ficar branco. Já para chegar às cores diferentes, são usados produtos alimentícios pouco aproveitados ou que costumam ser descartados durante a produção, como folhas de couve, casca de maçã e cassis. 

View this post on Instagram

A post shared by おやさいクレヨン mizuiro inc. (@mizuiro.inc)

“Toda criança tem as suas frutas e vegetais favoritos (e aqueles que não curtem). Ao tocarem e interagirem com essas cores na medida em que desenham, talvez fiquem inspirados a sentirem mais afinidade pelas verduras que não gostam“, comentou Kimura.

Para deixar os pequeninos ainda mais próximos das comidas saudáveis, a designer nomeou cada giz com o vegetal que foi usado para conferir sua cor. O verde escuro, por exemplo, foi chamado de “brócolis”, enquanto que o roxo recebeu o apelido de “cassis”.

Continua após a publicidade

Além de levar à boca, outro instinto da criançada é aproximar os objetos do nariz. Se esse for o caso, a mãe garante que não devem encontrar aquele cheiro característico do material de pintura. Na realidade, ela conta que alguns clientes até sentem um leve aroma das verduras utilizadas na produção.

View this post on Instagram

A post shared by おやさいクレヨン mizuiro inc. (@mizuiro.inc)

  • Não só seguros, mas também sustentáveis

    Além de não tóxicos, os produtos criados por Kimura possuem uma preocupação ambiental. Isso porque a empresa é focada na produção local, concentrada na província japonesa de Aomori. Como os suprimentos crescem e são comercializados por lá, há menos gastos com transporte, menos emissão de gás carbônico e ainda se estimula um ciclo do alimento mais sustentável.

    Isso sem falar do uso de alimentos que seriam descartáveis no processo de criação do giz de cera, algo que a designer descreve como “zero perda” e eco-friendly.

    E para os pais que ficaram curiosos com os preços, aqui vai uma prévia: a caixa com 10 unidades do material custa em torno de R$ 20. Os que quiserem fazer doações ao projeto através da plataforma KickStarter de financiamento ainda ganham brindes, como cartões postais e livros de desenho.

    View this post on Instagram

    A post shared by おやさいクレヨン mizuiro inc. (@mizuiro.inc)

    Continua após a publicidade
    Publicidade