Consumo consciente: 7 sites para alugar e vender brinquedos infantis

O Dia das Crianças está chegando e o momento pode ser ideal para incentivar o pequeno a desapegar dos brinquedos que ele não usa com frequência.

O Dia das Crianças pode ser uma data importante para ensinar aos pequenos sobre consumo consciente. A expressão parece complexa, mas ela é apenas o resumo da ideia de que para entrar um brinquedo novo em casa, é preciso que outro saia para não acumular. Além disso, nos lembra também de sempre se perguntar sobre a real necessidade de comprar produtos novos, gerando uma cadeia de consumo que não pensa na sustentabilidade.

Caso a família tenha outras crianças na mesma faixa etária em seu círculo social, a primeira boa ideia pode ser trocar brinquedos entre primos e amigos próximos. Já outra saída é vender estes itens com um valor, claro, abaixo da tabela. Pode ser uma graninha a mais para a família e ainda rende um ensinamento para que os pequenos cuidem melhor dos itens, já que serão repassados adiante e precisam estar em bom estado.

Outra alternativa para incentivar este consumo consciente é o aluguel de brinquedos. O serviço é uma ótima aposta para aumentar o leque de opções para o pequeno sem precisar gastar muito e economizando espaço dentro de casa. Afinal, após o tempo de uso, o brinquedo é devolvido – ou renovado, caso a família tenha interesse.

Se você gostou das ideias, separamos sete sites que facilitam o meio de campo para que elas aconteçam. São três destinados a quem quer vender os brinquedos que não estão mais em uso e mais quatro que oferecerem o aluguel de diferentes itens.

Confira:

Para vender

1. Ficou Pequeno

Junto com roupas, acessórios e produtos de higiene, você também pode vender brinquedos no site Ficou Pequeno. Para isso, o primeiro passo é fazer o cadastro e em seguida anunciar o item escolhido. É importante saber que o tramite de toda a compra acontece pelo site.

 (Ficou Pequeno/Reprodução)

Caso alguém se interesse pelo seu anúncio e compre o brinquedo, ela escolherá se a entrega será via PAC, Sedex ou em um local combinado entre vocês. O preço do frete fica por conta do comprador.

Já a preparação para a entrega é responsabilidade do dono do brinquedo. Ele deve ser embalado com cuidado, conter a etiqueta de postagem emitida pelos serviços de entrega e ser levado até uma agência de postagem.

Após 14 dias da confirmação da venda, o dinheiro do brinquedo estará disponível no Wirecard, site de pagamento online parceiro do Ficou Pequeno. Por ele, o vendedor consegue transferir o dinheiro para sua conta de preferência, desde que ela esteja no seu nome e CPF. 

Por ser responsável pelo trâmite de todo processo de venda e compra, o Ficou Pequeno informa que recebe uma comissão de 20% sobre os produtos vendidos e nos pedidos acima de R$25, uma tarifa de R$2,50 é descontada.

2. Popsy

Para vender neste site, é preciso baixar o aplicativo da marca disponível tanto em IOS quanto Android. Em seguida, fazer o cadastro e pronto, você já pode anunciar o brinquedo do seu filho na categoria “Crianças e Bebês”.

Para que seja seguro para ambas as partes, os produtos devem ser fotografados para anunciá-los. Ainda que as imagens sejam caseiras, quanto mais qualidade elas tiveram, maiores são as chances dos itens serem vendidos. Por isso, opte por registrá-los em ambientes iluminados, com a câmera traseira do celular e, se possível, em uma superfície plana branca para o fundo não roubar informações do brinquedo.

 (Popsy/Reprodução)

Ao confirmar a venda, a empresa trabalha com parceiros como a Loggi e Lalamove. Isso permite com que o produto seja retirado diretamente na sua casa e levado no mesmo dia para o cliente que o comprou.

O processo também é rápido para o pagamento: assim que o comprador confirma que está tudo certo com o produto, você recebe o dinheiro dentro do prazo de dois e três dias. Neste serviço, não há taxa de venda. 

3. Brincou Trocou

Se um brinquedo antigo, mas em bom estado, está guardado no fundo do armário, vale disponibilizá-lo no Brincou Trocou. Para isso anuncie o item e determine a quantidade de moedas (dinheiro da plataforma) que ele vale. Quando a família for comprá-lo, ela deve pagar as moedas e o frete de envio.

Quando este pagamento for feito, o seu próprio filho pode escolher um brinquedo disponível na plataforma de volta e o trâmite é o mesmo. Vocês pagarão apenas as moedas fictícias daquele item e o preço real do frete. Para quem nunca vendeu nada no site e não tem moedas, elas podem ser compradas com dinheiro de verdade.

A plataforma é uma experiência importante para crianças conhecerem o valor da troca de brinquedos e também um meio de ajudar aquelas que não tem condições financeiras para comprá-los, já que apenas o frete precisa ser pago.

Para alugar

4. Baú do Bebê

Aqui começam os serviços para pais que desejam itens para o desenvolvimento do bebê, mas não querem ou não podem bancar a compra de um novo. No Baú do Bebê, o primeiro passo é entender se o serviço atende a sua localidade. Em seguida, digite o seu CPF no topo da tela.

Dentro do site, os produtos são separados por faixa etária. Isso traz praticidade para escolher brinquedos que estejam de acordo com os estímulos que o seu filho precisa.

 (Baú do Bebê/Reprodução)

Ao escolher qual a família deseja, é possível alugá-lo por duas, quatro ou oito semanas. O site informa que o brinquedo será entregue até cinco dias úteis após a confirmação do pagamento, que pode ser por transferência bancária ou cartão de crédito. 

Se a data de devolução estiver próxima e houver interesse em continuar com o brinquedo, é possível renovar o aluguel. A empresa informa que se isto acontecer até cinco dias antes do fim do período determinado, há desconto de 10% na nova aquisição.

5. Clube do Brinquedo

Para começar, é necessário informar o CPF para saber se o serviço já está disponível na sua região. Em seguida, os pais devem escolher qual plano gostariam de assinar para terem acesso aos brinquedos, que ficarão disponíveis para a criança por pelo menos um mês. São sete opções de plano, com mensalidades que variam de R$60 a R$250.

Na hora de escolher os itens, eles são divididos por faixas etárias, por tipo de brinquedo ou ainda por peso. A categorização dessa forma acontece porque ela é usada para diferenciar os planos.

Por exemplo, no primeiro (que é o mais barato), os pais recebem em casa um brinquedo de peso 1 e podem trocar após 25 dias de uso – período padrão para todas as opções. Já no segundo plano, a família recebe até dois brinquedos de peso 1 ou um brinquedo de peso 2.

 (Clube do Brinquedo/Reprodução)

Após o pagamento e a escolha dos brinquedos, os pais devem aguardar o contato da empresa por e-mail para agendar a entrega do produto. O frete é grátis.

Há também a possibilidade de presentear outras crianças com o “Vale Clube”. O ticket é enviado para o e-mail de quem o comprou e ele repassa para a família que escolheu. Ela terá direito a uma determinada quantidade de brinquedos (dependendo do plano escolhido) por 30 dias.

6. TR Kids

Este aluguel é destinado para itens e brinquedos de bebês. O aluguel do brinquedo é por 30 dias e os fretes de entrega e retirada no fim do uso não são cobrados pela empresa. Já o pagamento pode ser feito por boleto ou cartão de crédito. Caso a família deseje devolver o item antes de completar um mês, uma taxa de R$25 será cobrada para cobrir custos de frete.

 (TR Kids/Reprodução)

Com o intuito de manter o processo sustentável, a empresa pede para que os pais devolvam os brinquedos dentro das embalagens e sacolas que foram enviados a fim de que outras crianças possam recebê-los da mesma forma.

Ainda na aba de dúvidas do site, a marca informa que os brinquedos são limpos após cada uso. A maioria com água e sabão junto com a desinfecção com álcool 70%, medidas efetivas para prevenção contra a contaminação por superfícies pelo coronavírus.

7. Oki Poki

Disponível para São Paulo, o serviço traz brinquedos e acessórios para crianças entre zero e cinco anos. Diferente das outras opções, este aluguel é feito por períodos variados: você pode escolher ficar com o item por 15, 30, 60 ou 90 dias. Os preços vão crescendo conforme as opções, mas pode ter desconto com dois ou mais produtos na sacola.

O pagamento pode ser feito por boleto, cartão de crédito ou transferência bancária. Com o cartão de crédito, a realização do pedido consta na hora, já as outras opções podem demorar até dois para serem validadas.

 (OkiPoki/Reprodução)

Em aluguéis acima de R$140, o frete é grátis. Abaixo deste valor, ele aparece na hora do pagamento. Para quem quiser economizar, há a opção de retirar o produto na loja, que fica localizada na zona sul de São Paulo, capital.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s