Como introduzir carne vermelha no cardápio do bebê? Veja 5 receitas!

Na introdução alimentar do bebê aos seis meses, a carne precisa ter sempre o mesmo formato: desfiada para não causar engasgo.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 2 fev 2021, 17h59 - Publicado em 2 dez 2020, 15h45

No relógio da maternidade que parece correr mais rápido do que o normal, repentinamente, os pais se deparam com a introdução alimentar do bebê aos seis meses de idade. Antes, a função de nutrição que cabia apenas ao leite materno, agora precisa ser dividida com um novo mundo de possibilidades, como as que envolvem receitas com carne vermelha.

“É fundamental que ela seja dada desde o início da introdução alimentar, especialmente por ser muito rica em ferro. Mas é importante não bater no mixer, processador, liquidificador ou passar na peneira”, explica a pediatra Elisabeth Fernandes, pós-graduada em nutrição infantil.

Como reforça a nutricionista Fernanda Monteiro, especializada em nutrição pediátrica e escolar, o modo indicado é que a carne esteja macia e desfiada – fazendo os fiozinhos com garfo ou até mesmo com os dedos indicador e polegar – para que a criança não engasgue.

  • Como deve ser o preparo?

    O primeiro alerta das especialistas no momento de preparar a carne é que ela não deve conter sal até o primeiro ano de vida do bebê. Assim, a orientação é que os pais usem temperos naturais para dar gosto a ela, como cebola, alho, salsa, orégano, manjericão, entre outras ervas.

    Já o preparo em si pode ser feito de duas formas. A primeira é grelhar a carne com um fio de azeite na panela, para desfiá-la em seguida. Já a segunda ideia é cozinhá-la em uma panela normal ou de pressão para também desfiá-la depois.

    “Particularmente, oriento que o preparo da carne seja feito separado dos outros alimentos ou, no máximo, com um legume ou folha para a criança conseguir sentir os sabores e texturas diferentes”, defende Elisabeth.

    Para a carne moída, Fernanda orienta que ela seja refogada e pode ser acrescida de legumes como cenoura ralada ou brócolis picado para ficar mais apetitosa para os pequenos.

  • Não há regra para o tipo de carne

    Já na hora de escolher qual tipo de carne será ofertada para o bebê durante a introdução alimentar, a nutricionista pontua que o mais importante é evitar aquelas que são gordurosas, como cupim, picanha e fraldinha.

    Já os outros tipos são de preferência dos pais e, principalmente, que cabem no bolso da família, já que não é um alimento barato. Com um preço acessível e que tem bons nutrientes e proteínas importantes para a criança, Fernanda indica o músculo. Mas outras opções também podem compor o cardápio do pequeno, como patinho, coxão duro, coxão mole e acém.

    Ao comprá-las, a especialista alerta apenas para que os pais confirmem a procedência do alimento, vendo se a embalagem da carne apresenta o selo de inspeção. É ele quem garante que todos os cuidados foram mantidos em seu manuseio até chegar à família.

  • Confira 5 receitas gostosas com carne para o seu bebê:

    * Consulte o pediatra para confirmar se os alimentos a seguir estão liberados na dieta do seu bebê. 

    1. Músculo desfiado com agrião

    Ingredientes:

    • 1 talo de alho-poró picado (só a parte branca) (50g)
    • ¼ cebola pequena picada (20g)
    • 2 colheres (chá) azeite
    • 500gr de músculo picado em cubos pequenos
    • 1 maço de agrião com folha picados
    • Temperos a gosto

    Modo de preparo:
    Na panela de pressão, refogue o alho e a cebola. Quando a cebola ficar transparente, adicione o músculo, temperos a gosto e cubra com a água. Feche a panela e leve em fogo alto até ferver.

    Continua após a publicidade

    Baixe o fogo e cozinhe por 40 minutos. Deixe a panela perder a pressão naturalmente, abra-a e junte a salsinha picada. Adicione o agrião, e mexa até as folhas murcharem. Em seguida, desfie o músculo e misture com o agrião.

    2. Quibioca com molho de abacate

    Ingredientes para quibioca:

    • 500g de carne moída
    • 1 xícara (chá) de tapioca
    • 1 xícara (café) de lentilha cozida
    • 2 colheres (sopa) de cebola
    • 1 colher (chá) de alho
    • 1 colher (chá) de cominho em pó
    • 1 ramo de tomilho
    • 1 fio de azeite

    Ingredientes para pasta de abacate:

    • ½ abacate
    • ½ limão
    • 1 pitada de cominho
    • 1 ramo pequeno de hortelã

    Modo de preparo:
    Pique a cebola e o alho bem miudinhos e misture-os com todos os ingredientes da massa de quibioca. Molde os bolinhos com as mãos e sele num fio de azeite. Para a pasta, misture todos os ingredientes, e sirva com os bolinhos (em pedaços bem miúdos).

    3. Escondidinho com purê de mandioquinha

    Ingredientes:

    • ½ kg de purê de mandioquinha “grosso” (mandioquinha cozida e amassada com um pouquinho de água)
    • 700g de acém
    • ½ maço de espinafre cozido e processado
    • 200ml de polpa de tomate
    • 1 colher (sopa) de cebola picada
    • 1 dente de alho picado

    Modo de preparo:
    Em uma panela de pressão, coloque a carne, o espinafre, a polpa de tomate e os temperos. Cubra com água (2 dedos acima da carne) e cozinhe por cerca de 40 minutos ou até a carne desfiar com facilidade. Monte o escondidinho com a carne desfiada em baixo e purê de mandioquinha por cima.

    4. Guisado bovino à italiana

    Ingredientes:

    • 200g de carne bovina (miolo de paleta, acém…)
    • 3 cenouras (aprox. 70g)
    • 6 tomates grandes (aprox. 200g)
    • 2 abobrinhas (aprox. 120g)
    • 1 talo de salsão (aprox. 20g)
    • ½ dente de alho
    • ½ colher de café de tomilho

    Modo de preparo:
    Primeiro, lave e descasque as cenouras. Pique os legumes em cubinhos e corte a carne em pedaços pequenos. Em uma panela de fundo grosso, aqueça o azeite e doure o alho espremido e a carne. Acrescente os legumes, o tomilho e água o suficiente para cobrir. Tampe e cozinhe em fogo brando por 25 minutos. Tire do fogo e sirva. Para os bebês, não esqueça de desfiar a carne. 

    5. Bife de panela com chuchu

    Ingredientes:

    • 500g de patinho cortado em bifes
    • 1 xícara (chá) de suco de laranja
    • 1 chuchu cortado em fatias grossas
    • 1 pitada de orégano
    • 3 dentes de alho (apenas amassados e com casca)
    • Cheiro verde à gosto
    • 2 colheres (sopa) de azeite
    • 1 colher (chá) de páprica doce (opcional)
    • 2 colheres (sopa) tomilho fresco (opcional)
    • 2 tomates cortados em rodelas
    • 1 cebola grande cortada em rodelas

    Modo de preparo:
    Em um refratário, coloque o suco de laranja, o tomilho, os dentes de alho e mexa. Depois, coloque os bifes e deixe marinando por 15 minutos.

    Na panela de pressão, coloque o azeite, espere esquentar e coloque os bifes com o caldo que se formou da marinada, o tomate, o chuchu, a cebola e a páprica doce. Feche a panela e, depois que pegar pressão, deixe cozinhar por 20 minutos.

    Desligue e espere sair a pressão. Abra a panela e mexa cuidadosamente: se o molho não estiver grosso, ligue novamente a panela (sem precisar pôr na pressão) e deixe ficar mais espesso. No final, coloque o cheiro verde.

    Para os bebês menores, vale lembrar que o bife precisará ser desfiado na hora de oferecê-lo.

    *Receitas sugeridas por Karine Durães, nutricionista materno infantil. 

    Continua após a publicidade
    Publicidade