Como introduzir peixe na alimentação do bebê? Veja 4 receitas saborosas!

O alimento já pode ser apresentado ao pequeno no seu sexto mês de vida, mas é preciso atenção para o tipo de peixe e o modo de ofertá-lo.

Por Alice Arnoldi 23 fev 2021, 18h26

Desde o sexto mês de vida do bebê, peixes já são recomendados para integrar o processo de introdução alimentar do pequeno e os seus benefícios estão para além da possibilidade de variações nas receitas!

De acordo com Renata Aniceto, pediatra pela Sociedade Brasileira de Pediatra (SBP), peixes são proteínas ricas em ômega 3, essencial para a formação da estrutura cerebral que produz a resposta cognitiva da criança, e diminuição do colesterol tido como ruim. Em contrapartida, ele aumenta o bom e melhora o sistema imunológico infantil.

Além disso, a especialista explica que estudos científicos mostram que introduzir peixes precocemente na alimentação do bebês evita problemas futuros de reações alérgicas ao alimento.

Os melhores peixes para introdução alimentar

Com a boa notícia de que mais um item pode ser conhecido pelo pequeno a partir dos seis meses, os pais precisam ter em mente que o tipo de peixe também deve ser avaliado com atenção na hora da escolha. “Os mais nutritivos são os de água salgada e profundas como o salmão, o atum, o arenque e a sardinha”, pontua Renata.

Mas isso não significa que outras opções devem ser descartadas. Flávia Montanari, nutricionista materno-infantil da Liga da Cozinha Afetiva, orienta pais a darem preferência para peixes frescos, com olhos e pele brilhantes, escamas firmes e cheiro suave. Assim, entram para a lista de recomendados a pescada branca ou amarela, tilápia, merluza, linguado, polaca, abadejo e até mesmo o cação.

Independente de qual for a preferência dos pais, a nutricionista alerta para que a compra seja feita em uma peixaria em que se sabe a procedência dos alimentos e em que eles possam pedir para o peixe ser limpo, retirando as espinhas, e cortado em filés.

  • E como ofertá-los?

    Com o alimento pronto para ser manuseado na cozinha, deve-se evitar a fritura. Portanto, as melhores maneiras de prepará-lo são: grelhado, assado (no forno ou na airfryer), cozido com pouca água ou no vapor.

    Quando estiver pronto, Flávia reforça que o peixe deve ser oferecido em pequenos pedaços ou desfiado para que nenhum espinho passe e a criança engasgue. Já em relação a quantidade, Renata indica que o alimento faça parte do cardápio infantil de duas a três vezes por semana.

    Cuidados com os congelados

    A pediatra ainda salienta que peixes são altamente perecíveis e, por isso, é melhor que se dê preferência aos frescos quando o assunto é introdução alimentar infantil. Entretanto, se não houver outra opção e for preciso usufruir dos congelados, é necessário redobrar a atenção.

    Segundo Flávia, o peixe congelado deve ser mantido na geladeira por, no mínimo, 12 horas para que o desgelo seja feito lentamente. “Não deixe nenhum alimento descongelando em temperatura ambiente, e nunca o congele de novo uma vez que já foi tirado do refrigerador”, reforça a especialista.

    Vale também ficar atento a cozinhar porções pequenas da proteína para que sejam consumidas no dia. Caso contrário, ao precisar colocá-las na geladeira, não devem ficar mais de 24 horas guardadas.

  • Curiosidade: e o peixe cru, pode?

    Ainda que a comida tipicamente japonesa tenha entrado para uma das favoritas entre os brasileiros, as crianças só podem experimentar o peixe cru após os três anos de idade.

    “Ele pode estar contaminado com quantidades mais elevadas de metais pesados e, por conta disso, está liberado às crianças apenas após esta faixa etária, quando o funcionamento de seus órgãos e sistemas já estará mais amadurecido”, esclarece a pediatra.

    Para o alimento cru, não há discussão: ele precisa ser fresco e os pais precisam ter conhecimento sobre as medidas sanitárias do local em que o peixe será comprado para garantir a segurança da família.

    Confira 4 receitas saborosas com peixe para os bebês:

    *Consulte o pediatra para confirmar se os alimentos a seguir estão liberados na dieta do pequeno, ok?

    1. Papilote de peixe com legumes

    Ingredientes

    • 4 unidades de filé de pescada branca com 150 gramas cada (sem espinhos)
    • 8 unidades de tomate cereja cortado em fatias
    • 1 cenoura cortada em formato de palito
    • 1 abobrinha cortada em rodelas e depois em meia lua
    • Caldo de 1 limão Taiti
    • 1 unidade de cebola branca picada
    • ½ unidade de alho poró cortado em rodelas finas
    • 2 dentes de alho amassados
    • 4 colheres de chá de azeite de oliva extra virgem

    Modo de preparo

    Em uma tijela, regue os filés de peixe com o caldo do limão e reserve. Sobre uma tábua, coloque um folha de papel-manteiga (30×40 cm) e disponha todos os legumes e temperos, formando uma caminha. Em seguida, coloque um filé de peixe sobre os legumes e regue com um colher de chá de azeite. Para fazer o processo do papelote, feche o papel-manteiga e dobre as pontas para que não vale o líquido. Repita o procedimento com os outros filés.

    Continua após a publicidade

    Coloque os papelotes em uma assadeira e leve ao forno preaquecido (a 180ºC) para assar por 10 minutos. Retire do forno, abra o papel com cuidado para não se queimar e sirva a seguir.

    2. Salmão com purê de brócolis e couve-flor ao molho de tomate

    Ingredientes para o purê

    • 3 unidades (pequenas) de batata
    • 1 xícara de chá de brócolis em buquês pequenos
    • 1 xícara de chá de couve-flor em buquês pequenos
    • ½ unidade de cebola ralada
    • ½ colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
    • 3 xícaras de chá de caldo de legumes caseiro

    Modo de preparo

    Em uma panela, cozinhe as batatas, brócolis e couve-flor no caldo de legumes caseiro até ficarem macios. Em seguida, escorra o caldo, amasse os vegetais e reserve-os. Já em uma panela separada, refogue a cebola no azeite e acrescente os vegetais amassados. Misture bem até ficar na consistência de purê.

    Ingredientes do salmão e molho de tomate

    • 2 unidades de filé de salmão com 250 gramas cada (sem espinhos)
    • Caldo de 1 limão Taiti
    • 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
    • 1 xícara de chá de tomate picado
    • 1 unidade de cebola picada
    • 2 dentes de alho amassados
    • 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
    • 1 colher de sopa de salsinha picada
    • ½ xícara de chá de cogumelo paris fatiado (opcional)

    Modo de preparo

    Em um recipiente, tempere o salmão com o limão. Em seguida, aqueça uma frigideira com ½ colher de sopa de azeite e grelhe-os até ficarem dourados. Retire os filés da frigideira e mantenha-os aquecido com papel alumínio. Reserve-os.

    Na mesma frigideira, adicione o restante o azeite e refogue a cebola e o alho. Acrescente o tomate e os cogumelos (se desejar) até murcharem. Salpique a salsinha. Para a montagem, faça uma “caminha” de purê, disponha o filé por cima e o molho de tomate.

    3. Nuggets de peixe

    Ingredientes da massa

    • 600 gramas de tilápia moída (sem espinhos)
    • 1 unidade de ovo
    • 1 unidade (pequena) de abobrinha ralada
    • 1 unidade (média) de cenoura ralada
    • 2 dentes (médios) de alho picados
    • 1 xícara e ½ de chá de farelo de aveia
    • ½ talo (médio) de salsão picado
    • 2 colheres de sopa de cheiro verde picado

    Ingredientes para empanar

    • 1 unidade de ovo
    • ½ xícara de chá de aveia em flocos médios
    • 3 colheres de sopa de farinha de rosca
    • ½ colher de sopa de açafrão da terra

    Modo de preparo

    Em um bowl, misture todos os ingredientes da massa e molde os nuggets com o auxílio de uma colher de sopa. Reserve na geladeira.

    Em um prato, bata o ovo ligeiramente com um garfo. Em outro, misture o restante dos ingredientes para empanar. Retire o nuggets da geladeira, passe no ovo e após na mistura seca. Asse em forno pré aquecido (a 180ºC), por 30 minutos ou até dourar, trocando os lados na metade do tempo. Está pronto para servir!

    4. Moquequinha de peixe

    Ingredientes

    • 500 gramas de filé de merluza cortado em cubos (sem espinhos)
    • Caldo de ½ limão Taiti
    • 1 colher de chá de azeite de oliva extra virgem
    • 1 unidade de cebola picada
    • 2 dentes de alho amassados
    • 1 xícara de chá de purê de abóbora
    • 2 unidades de tomate picados
    • ½ unidade de pimentão amarelo picado
    • ½ unidade de pimentão verde picado
    • 1 xícara de chá de leite de coco caseiro
    • 2 colheres de sopa de coentro picado

    Modo de preparo

    Em uma tigela, tempere os filés com o suco de limão e reserve por cerca de 15 minutos na geladeira. Já em uma panela funda, refogue a cebola e o alho no azeite, adicione o purê de abóbora e mexa bem. Em seguida, faça camadas alternadas com o peixe, os tomates e os pimentões. Adicione delicadamente o leite de coco e cozinhe em fogo baixo, com a panela tampada, por cerca de 30 minutos. Salpique o coentro e está pronto para servir. Bom apetite!

    *Receitas sugeridas por especialistas da Liga da Cozinha Afetiva, projeto que reaproxima as pessoas do alimento e do ato de cozinhar, quebrando as barreiras que foram criadas ao longo dos anos e ressignificando o ato de se alimentar.

    Continua após a publicidade
    Publicidade