10 livros que trazem representatividade negra para as histórias infantis

Diversidade, ancestralidade e a importância de celebrar as próprias origens e traços em páginas ilustradas e especialmente pensadas para os pequenos.

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 25 nov 2021, 23h39 - Publicado em 20 nov 2021, 10h00

É bastante comum que, a cada vez que um caso de racismo ganha os holofotes da mídia ou toma grandes proporções, debates e discussões sobre preconceito racial sejam colocados em pauta. Porém, sabemos que não são episódios isolados e a problemática é estrutural, onde, diariamente, famílias, adultos e crianças ainda são vítimas dentro e fora do Brasil.

Exatamente por isso é que conversar sobre o tema com os pequenos deve ser uma constante para pais que buscam uma educação antirracista para os filhos. Uma maneira de plantar a sementinha sobre o tema é usar a literatura infantil como recurso, mostrando a elas que o mundo real é diverso e todos precisam ser respeitados, valorizados e exaltados.

A seguir, separamos ótimos livros infantis com protagonismo negro para expandir o leque de referências, além de dar bons exemplos de representatividade para os pequenos.

1. Sulwe – Lupita Nyong’o

Sulwe - Lupita Nyong’o

Escrito pela premiada atriz Lupita Nyong’o e muito bem avaliado por pais de crianças pequenas, ‘Sulwe’ traz a história de uma garotinha, que a princípio se sente deslocada e sofre por ter a pele ‘da cor da meia-noite’, já que nenhum de seus amigos ou familiares se parece com ela. Porém, um passeio noturno muda tudo, e faz com que ela reconheça sua beleza e importância no mundo.

Com ilustrações tão bonitas quanto a história, a obra também vai ganhar uma adaptação musical para a Netflix.

Preço: R$ 47,24

2. O Pequeno Príncipe Preto – Rodrigo França

O Pequeno Príncipe Preto - Rodrigo França

Originalmente uma peça de teatro para crianças, ‘O Pequeno Príncipe Preto’, como o nome já adianta, tem inspiração na clássica história infantil escrita por Antoine de Saint-Exupéry, mas traz como protagonista um principezinho de pele negra.

Nas páginas, ao passo que conta sobre a jornada do garoto por diferentes planetas, o leitor mirim é contemplado com lindas ilustrações, e ainda aprende algumas palavras do dialeto Iorubá. Ótimo para que as crianças entrem em contato com temas fundamentais na luta antirracista, como ancestralidade, representatividade e sobre o valor dos laços familiares.

Preço: R$ 21,70

3. Sinto o que sinto: e a incrível história de Asta e Jaser – Lázaro Ramos

Sinto o que sinto: e a incrível história de Asta e Jaser – Lázaro Ramos

Para crianças a partir de seis anos que são fãs do fenômeno ‘Mundo Bita’, o livro escrito pelo também ator Lázaro Ramos traz como destaque o personagem Dan, que faz parte do projeto infantil.

Na história, o menino Dan se conecta com a trajetória de seus antepassados, Asta e Jaser, que dão nome ao volume e, através do ato de conhecer suas raízes, entende melhor sobre pertencimento e valorização da própria identidade.

Além disso, o livro ilustrado funciona igualmente caso a sua intenção seja promover uma conversa saudável sobre sentimentos e emoções com os pequenos.

Preço: R$ 44,90

4. Meu crespo é de rainha – Bell Hooks

Além de ser um importante nome no ativismo negro e feminista, Bell Hooks também tem seu nome vinculado à literatura infantil, por meio deste livro cujo objetivo é mostrar, através da poesia, que o cabelo crespo é bonito e deve ser celebrado.

Por meio de ilustrações que chamam a atenção de qualquer criança, a autora mostra diferentes penteados e estilos de cabelo crespo, e quebra o estereótipo de que princesas e rainhas precisam ter fios longos e lisos. Importante para que crianças de cabelo crespos sintam-se representadas, e para que crianças não-negras ampliem o leque de referências de beleza.

Preço: R$ 27,88

5. Princesas negras – Edileuza Penha de Souza e Ariane Celestino Meireles

Princesas Negras – Edileuza Penha de Souza e Ariane Celestino Meireles

Mais uma opção para falar sobre identidade negra e representatividade, principalmente para meninas, este livro explica para crianças que princesas negras não precisam ser aquelas que vivem em castelos e fazem parte da realeza tradicional, mas podem estar em locais como salas de aula e até dentro de casa.

Continua após a publicidade

Acompanhado por ilustrações, o volume pretende trabalhar a autoestima de crianças negras ao reforçar a importância do autoamor e valorização das próprias origens.

Preço: R$ 25,65

6. A Cor de Coraline – Alexandre Rampazo

A Cor de Coraline – Alexandre Rampazo

“Me empresta o lápis ‘cor de pele’?” é a primeira pergunta que o personagem Pedrinho faz a Coraline, protagonista deste livro, e à qual ela considera bastante difícil de responder. Afinal, o conceito de ‘cor de pele’ não é único, e permite as mais diferentes nuances e tonalidades.

É isto que o autor Alexandre Rampazo mostra no volume, que propõe a valorização das diferenças na intenção de tornar o mundo um lugar muito mais interessante – para crianças e adultos.

Preço: R$133

7. Bucala: a Princesa do Quilombo do Cabula – Davi Nunes

Bucala: a Princesa do Quilombo do Cabula – Davi Nunes

Trazendo a história de Bucala, uma princesinha poderosa que vive em um quilombo durante a época da escravidão, este livro mostra o dia a dia da menina, ao passo que destaca importantes elementos da cultura negra e quilombola.

A valorização do cabelo crespo e o aprendizado sobre os diferentes reinos africanos também são destaque no volume, que tem clima de aventura e ilustrações vibrantes.

Preço: R$ 32

8. Amor de cabelo – Matthew A. Cherry e Vashti Harrison

Amor de cabelo - Matthew A. Cherry e Vashti Harrison

Inspirado no filme ‘Hair Love’, que ganhou o Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação de 2020, ‘Amor de Cabelo’ é uma história sensível sobre a garotinha Zuri, seu cabelo poderoso e os esforços de seu pai para aprender a fazer os mais diferentes penteados na menina, já que a mãe de Zuri se encontra no hospital.

Além de obviamente falar sobre a importância de valorizar o cabelo das crianças negras, principalmente se você é pai ou mãe de uma, o livro trata, também, sobre relações familiares e a livre expressão da identidade afro.

Preço: R$ 34,60

9. Benedito – Josias Marinho

Benedito - Josias Marinho

Escrito e ilustrado por Josias Marinho, este é um livro de imagens, ou seja, ideal para crianças que ainda não estão totalmente familiarizadas com a leitura e alfabetização.

Na história, mais uma alternativa para que os pequenos aprendam sobre pertencimento, cultura brasileira e identidade negra, o menino Benedito, personagem que dá nome ao volume, conhece a batida do tambor do Congado, e ao experimentá-lo junto da família e dos amigos entra em contato com suas memórias ancestrais.

Preço: R$ 37

10. Meninas Negras – Madu Costa

Meninas Negras - Madu Costa

Parte da ‘Coleção Griot Mirim’, ‘Meninas Negras’ é um livro curtinho e poético, de fácil leitura e compreensão recomendado para crianças de 3 a 5 anos, que tem como objetivo principal reforçar a autoestima dos pequenos.

Para isso, a autora usa o papel do Griot, contador de histórias popular na cultura africana, e muita sensibilidade para narrar a história de três meninas negras valorizando traços como a cor da pele e suas origens.

Preço: R$ 12

*A redação escolheu os livros em novembro de 2021. Nós podemos receber uma comissão por compras realizadas na Amazon.

Continua após a publicidade

Publicidade