BBB21: Pocah relembra dor de ver filha de 5 anos odiando seu cabelo crespo

Em um episódio enquanto cuidava do cabelo da primogênita Vitória, a cantora ouviu a filha dizer que seus fios eram feios e que gostaria que fossem lisos.

Por Alice Arnoldi 6 abr 2021, 16h08

Entre as temáticas que o BBB21 tem trazido à tona, o assunto discutido na noite de segunda-feira (5) foi sobre o racismo que existe diante de cabelos crespo e afro. O momento de reflexão da cantora Pocah sobre a dor de ver a filha Vitória, de cinco anos, relutando contra as próprias raízes surgiu após o “Jogo da Discórdia”.

O gatilho da conversa surgiu depois do professor João Luiz relatar que o cantor sertanejo Rodolffo Matthaus comparou o seu black power com a peruca que recebeu na fantasia do Monstro na semana anterior, que fazia referência aos homens das cavernas.

No mesmo momento, Pocah posicionou-se dizendo que o mínimo que Rodolffo deveria fazer para reparar a situação era pedir desculpa a João, que chorava ao dizer que o cantor podia não entender o que aquele comentário significava. Mas que o professor sabia porque sentia o racismo desde o início da vida.

View this post on Instagram

A post shared by POCAH (@pocah)

Mais tarde, em uma conversa conversa ainda com João e outros participantes, como Gilberto, Fiuk e Juliette, Pocah relembrou de um episódio que viveu com a filha também relacionado ao cabelo crespo da pequena. Ela contou que, enquanto penteava os fios da primogênita durante o banho, ela disse frases como “eu odeio meu cabelo”, “ele é feio” e ainda desejou que fossem lisos como o da mãe, que tem descendência indígena.

No momento, a cantora tentou perguntar à filha quem havia dito aquelas palavras sobre o seu cabelo, para que pudesse defendê-la. “Só que até hoje eu não sei se alguém falou algo, não sei de onde ela tirou isso…”, relatou a mãe.

Continua após a publicidade

  • Representatividade não é ‘mimimi’!

    Na busca para que Vitória gostasse cada vez mais do próprio cabelo e entendesse a importância do seu tom de pele, Pocah comentou que começou a buscar por bonecas que trouxessem características semelhantes a da filha para que ela se enxergasse no brinquedo.

    Além disso, contato com figuras representativas também ajudou no processo, como foi o caso da torcida da cantora pela campeã do BBB20 Thelma de Assis. Em um vídeo trazido da época em que o programa estava sendo transmitido no ano passado, a primogênita aparece dizendo: “quero ser igual a Thelminha”, enquanto a mãe ressalta características positivas da participante como ser uma mulher forte, guerreira e vencedora.

    O assunto tem repercutido nas redes sociais, com a torcida pedindo pela saída de Rodolffo no paredão desta terça-feira (6). Especialmente porque, ainda durante o Jogo da Discórdia, o cantor sertanejo confirmou ao vivo a fala racista e embolou-se ao dizer que não havia feito por mal, justificando que seu pai tinha o cabelo semelhante ao de João.

    Continua após a publicidade
    Publicidade