9 atividades divertidas para as crianças que estão aprendendo a contar

Pular amarelinha, criar o seu próprio painel de elevador ou até cozinhar são formas criativas de familiarizar os pequenos com os números!

Aprender as letrinhas e formar as primeiras palavras é uma descoberta e tanto! Sem deixar de lado o papel importantíssimo dos educadores neste processo, os pais podem dar uma forcinha, incentivando os filhos com atividades, brinquedos e até livros interativos.

Mas quando o assunto é alfabetização, não podemos esquecer de outro aprendizado que acontece na mesma faixa etária: o dos números. Depois de se familiarizarem com o que são os numerais, as crianças podem partir para a próxima etapa, que envolve contá-los, colocá-los em sequência e mais para frente pensar nas primeiras operações matemáticas.

Mais uma vez, as propostas lúdicas podem ser grandes aliadas e, na visão da coordenadora pedagógica do espaço ekoa, Ana Yazbek, quanto mais os adultos incentivarem o contato dos pequenos com os números em situações do cotidiano, melhor será a assimilação.

“É interessante que as ocasiões de contagem estejam dentro de um contexto de uso, mostrando para a criança que contamos para marcar tempo, distância, quantidades…”, sugere ela. Isso fará a criança associar os números a objetos que estão a sua volta, tornando os algarismos menos abstratos”, acrescenta.

Pensando nisto, separamos 9 atividades divertidas – e que podem ser feitas em casa – para quem está começando a contar. Assim, os pequenos vão aprender de forma leve e dentro do próprio lar. Confere só:

1. Bingo

Novamente, a coordenadora pedagógica reforça a importância de criar jogos em que as contagens tenham algum objetivo, como o bingo. “Acho muito mais interessante do que propostas mais restritas, em que a criança pode dar a resposta certa, mas não necessariamente compreendeu essa correspondência dos números”, diz Ana.

E pra montar um bingo, nem é preciso um globo e de todas as pecinhas. Na ideia da foto, por exemplo, a alternativa encontrada foi colocar números de 2 até 12 e usar dois dados para sortear. Já pra montar a cartela, basta soltar a criatividade e personalizar com cores, desenhos e o que mais a criança quiser!

2. Amarelinha

Mais uma atividade que estimula a interação com os números de forma natural é a amarelinha! Um jeito fácil de fazê-la é colando fitas adesivas bem firmes no chão, onde cada quadradinho tenha um número dentro. Depois, Ana sugere que os pais convidem seus filhos a falarem em voz alta os algarismos conforme pisam neles. Que tal?

3. Colocando a mão na massa!

Cozinhar com os filhos, além de ser uma forma de proporcionar uma relação bacana e saudável com os alimentos, é também um jeito de fazer com que exercitem a contagem na prática. Para isso, a coordenadora pedagógica recomenda que os pais sigam interagindo conforme o preparo acontece. Vale perguntar para os pequenos, por exemplo, “de quantos ovos vamos precisar?” e deixar que acrescentem enquanto contam, fazendo o mesmo com a farinha de trigo e os outros ingredientes.

4. 1 milho, 2 milhos, 3 milhos…

Agora, se a ideia é criar jogos do zero – e que devem manter as crianças entretidas por um bom tempo – esta atividade com milhos é uma boa opção! Tudo o que você vai precisar é de um pedaço de papelão, massinha colorida ou canetinhas para fazer as espigas e um punhado de milho cru. Dê o play para ver a brincadeira na prática!

5. Quantas boinhas tem a joaninha?

Na mesma lógica do milho, é possível usar os bichinhos para ajudar no aprendizado da contagem. Na inspiração aqui em cima, a família escolheu usar joaninhas e o objetivo é que o pequeno coloque o inseto em cima do número correspondente às suas bolinhas.

6. Subindo e contando!

Sua casa tem escada? Então experimente personalizar os degraus com números! Assim, toda vez que a criança subir ou descer, ela pode ir contando em voz alta em qual etapa está.

Ah, só atentem para que a escada seja de material seguro e sem vãos entre os degraus, além de conferirem se seu filho já está em uma fase do desenvolvimento adequada para subir sozinho ou se devem manter a supervisão.

7. Cada bola de sorvete é um número!

Se seu filho adora tomar sorvete, ele vai se encantar por essa brincadeira que junta muitas cores, números e formas que lembram o doce geladinho! A proposta aqui é ir prendendo (com prendedores de roupa) as bolas seguindo o número correspondente que está escrito na casquinha. De bônus, a criança ainda exercita sua coordenação motora fina durante a atividade!

8. Para qual andar vamos?

A brincadeira criativa sugerida pela psicóloga Sofía Martínez, líder de conteúdo para pais do Kinedu e especializada em educação na primeira infância, envolve criar um painel de elevador com as crianças, incentivando o brincar de faz-de-conta e a prática das habilidades numéricas.

E nem é preciso construir um brinquedo tão elaborado como o do vídeo acima. Se preferirem, os pais podem montar com seus filhos apenas o painel de elevador, recortando círculos de papel com números de 1 a 10 dentro e depois colando em uma parede. Em seguida, é só deixar a imaginação rolar!

Deixe o seu filho assumir a liderança, fazendo perguntas como ‘para onde estamos indo agora?’ e ’em que andar isso fica?’. Conversem sobre elevadores, e ajude-o a ver que os números são muito úteis e podem ser encontrados em qualquer lugar”, indica a especialista.

9. Cada pompom na sua casinha

Associar os números com as quantidades de objetos é um jeito didático e interessante de estimular o aprendizado. A dica de Sofía é que as famílias escrevam os números em uma superfície e peçam para que a criança coloque a quantidade correspondente dentro – para isto, vale usar blocos de montar, peças de brinquedos ou então pompons coloridos, como os da foto acima.

“Essa atividade ajudará a estimular o raciocínio conceitual e a coordenação motora fina”, explica a psicóloga. Mas ela também lembra a importância de, além dos exercícios sugeridos, incluir o reconhecimento numérico e a contagem na sua rotina. “Você pode mostrar ao seu filho os números em um telefone, nas casas, contar quantos pedaços de fruta tem no prato, pedir que mostre a idade dele com os dedos, etc.”, completa.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.