Viralizou: Homem trans mostra fotos emocionantes do seu parto natural

Há dez anos, Danny Wakefield luta pela causa LGBT e, desta vez, de uma forma ainda mais potente: sendo um homem a dar à luz.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 2 dez 2020, 09h50 - Publicado em 1 dez 2020, 18h58

A potência de trazer uma vida ao mundo é difícil de explicar em palavras, mas os registros fotográficos da hora do parto têm sido uma forma bonita de nos levar para aquele instante. Foi assim com a jornada do influenciador norte-americano Danny Wakefield, um homem trans que deu à luz sua filha Wilder Lea, no último sábado (28), após dez horas de trabalho de parto.

Em uma sequência de seis fotos emocionantes, Danny aparece sentado em um piscina, dentro de casa, usando toda a sua força para que a pequena pudesse vir ao mundo por meio de um parto normal. E, no último clique, vemos finalmente o grande momento. Ela aparece deitada em seu peito, enquanto o pai não consegue conter a emoção de segurá-la nos braços pela primeira vez.

“Este é o momento que a minha Wilder conheceu o mundo. Esta pequenina veio tão rápido depois que eu comecei a empurrar que meus lábios [vaginais] foram divididos, além de eu precisar de cinco pontos internos. Até que eles cicatrizem, eu tenho quatro lábios e eu nunca me senti tão durão com os meus ferimentos de batalha em toda a minha vida”, escreveu o influenciador na legenda.

View this post on Instagram

A post shared by Danny Wakefield (He/Him/They) (@dannythetransdad)

  • Antes das imagens do parto em si, Danny também compartilhou um vídeo em que aparece empurrando pela última vez para que a filha pudesse nascer. O momento também chama atenção por ter sua mãe em um dos lados da piscina, segurando sua mão e usando uma máscara de proteção contra o coronavírus – item extremamente necessário para quem for o acompanhante do parto neste momento de pandemia.

    View this post on Instagram

    A post shared by Danny Wakefield (He/Him/They) (@dannythetransdad)

    E para quem queria ver a expressão da pequenina de perto, Danny compartilhou uma foto emocionante da filha deitada em seu peito, no contato pele a pele logo após o nascimento. “Todos vocês estavam me dizendo a verdade, este é o momento mais incrível da minha vida”, declarou o pai.

    Continua após a publicidade

    View this post on Instagram

    A post shared by Danny Wakefield (He/Him/They) (@dannythetransdad)

  • O corpo trans e gordo

    Antes mesmo do nascimento de sua filha, Danny já fazia um trabalho importante há dez anos na internet sobre a conscientização do respeito ao corpo trans. Mas com o crescimento de sua barriga durante a gestação, essa luta se transpôs para fazer com que as pessoas tenham um olhar mais gentil com o que é ser um pai gordo.

    Assim, em sua última publicação ainda gestando, ele fez um relato profundo sobre o assunto. “Este bebê ainda está assando, mas está tudo bem. Eu olho para baixo, para a minha barriga, e eu nunca vi tanta beleza no meu corpo. A gravidez me deu a permissão para amá-lo em um nível que a minha alma sente”, escreveu o influenciador.

    “No começo, eu me sentia inseguro sobre o quão grande meu corpo estava ficando durante a gravidez. Eu lembro que há alguns meses, inesperadamente, eu estava sendo pesado em uma sala de emergência e, imediatamente, eu senti vergonha por meu corpo já ter engordado 30 quilos. Senti vergonha do número que estava olhando para mim e fazendo com que eu não gostasse de todo o meu corpo. Mas, como diz Brené Brown, o silêncio é uma placa de Petri para a vergonha, então eu falei sobre isso”, continuou Danny.

    “Eu segurei a vergonha como se fosse meu próprio recém-nascido e lentamente ela se dissipou. Meu corpo é grande e bonito, não importa qual número esteja olhando para mim”, enfatizou o influenciador. Ele ainda contou que, há três anos, recebia elogios constantes por estar magro. Mas o que as pessoas não sabiam é que ele estava profundamente viciado em metanfetamina e mais doente do que nunca.

    View this post on Instagram

    A post shared by Danny Wakefield (He/Him/They) (@dannythetransdad)

    Assim, o pedido de Danny é também o de muitas outras pessoas gordas, quando seus corpos parecem públicos para palpites alheios não pedidos. “Por favor, parem de comentar sobre o corpo dos outros. Você nunca sabe pelo o que a pessoa está passando, ou o quão perto da morte ela está, independente dela estar parecendo tão bem”, enfatizou.

    O influenciador também deixou uma mensagem para quem o acompanha, e enfrenta algum tipo de dependência: “Se você está lutando contra algum vício agora, saiba que eu estou te enxergando. Você é digno de vida e recuperação. Nós nos restabelecemos e quando fazemos isso, os nossos melhores sonhos se tornam realidade”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade