Escorrega, escalada e mais: você não vai acreditar como era este quarto!

O cômodo tem apenas 7,5m², mas ganhou uma rampa de escalada, cantinho de leitura, amarelinha, escorregador e até parede como lousa.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 14 abr 2021, 11h03 - Publicado em 28 mar 2021, 10h00

‘Como será que ficaria a sala se eu mudasse o sofá de lugar? Ou comprasse uma mesinha de centro?’. Mais do que nunca, temos pensado em como transformar os diferentes ambientes da casa para que eles se adequem diante da rotina da família e tornem-se espaços lúdicos para as crianças. Afinal, estamos passando mais tempo em casa e tudo precisa ter funcionalidade.

A boa notícia é que é possível unir as duas funções mesmo em cômodos pequenos! Quem mostra isso é a arquiteta Silvana Benko, proprietária da da Bá Cla Arquitetura Infantil, que  montou um projetinho muito especial.

Nele, a cliente queria transformar o quarto da filha Luísa, de 3 anos, mas sempre recebia devolutivas negativas de outros arquitetos por ser um cômodo de apenas 7,5m².

Quarto-infantil-antes-da-reforma
Bá Cla Arquitetura Infantil/Arquivo Pessoal

Além do espaço reduzido, o ambiente tinha portas e janela que deixavam apenas uma parede livre para que a especialista pudesse trabalhar. “No início, a cliente tinha me pedido para manter o guarda-roupa. Só que expliquei que se o tirássemos, eu conseguiria fazer muito melhor o que ela tinha me solicitado, porque seria algo fora do comum. Foram mais de 30 estudos de layout até chegarmos juntas ao resultado”.

Quarto-infantil-antes-da-reforma
Bá Cla Arquitetura Infantil/Arquivo Pessoal
  • Os desejos da mãe para filha

    O primeiro pedido da cliente para Silvana era que, se o guarda-roupa antigo fosse embora, o novo seria pensado para que a pequena pudesse experimentar o que é ter autonomia para ver e escolher as próprias roupas. A saída da arquiteta foi construir um móvel acoplado abaixo de um cantinho de diversão feito no alto.

    Armário-construído-abaixo-do-espaço-lúdico
    Matho Fotografia/Reprodução
    Armário-construído-abaixo-do-espaço-lúdico
    Matho Fotografia/Reprodução

    Com uma rampa de escalada em formato de números, acima do guarda-roupa, Luisa tem acesso a um lugar reservado para brincadeiras. Ele foi chamado pela mãe e pela arquiteta de cantinho da leitura e, por isso, ganhou prateleiras de livros e almofadas para deixá-lo mais aconchegante.

    Continua após a publicidade

    Cantinho-da-leitura

    Na hora de descer, a brincadeira não para: foi feito um escorregador seguro, com cordas presas na lateral para que a pequena não sofresse nenhum acidente durante a diversão.

    Escorregador-dentro-do-quarto
    Matho Fotografia/Reprodução

    Aconchego e funcionalidade: match perfeito!

    Para a cama, o móvel seguiu a linha tradicional montessoriana, mais próxima do chão, com um colchonete guardado embaixo – caso os pais precisem deitar ao lado da pequena na hora de colocá-la para dormir.

    Visão-do-quarto-infantil
    Matho Fotografia/Reprodução

    Na parte da frente, espaço em que a criança pode pisar para começar a escalada, Silvana aproveitou para fazer um dos gavetões para guardar brinquedos.

    Gavetão-de-brinquedos-do-quarto-infantil
    Matho Fotografia/Reprodução

    Junto com outro espaço abaixo da cama, a arquiteta trabalhou pontos estratégicos da penteadeira e da cozinha de brinquedo construídas na frente do guarda-roupa para auxiliar na organização. Por exemplo, se você puxar os botões do fogão, surge uma gaveta para colocar caderno de desenhos e lápis de cor. Já abaixo da pia, tem outro armário para arrumar mais  itens de brincadeira.

    Penteadeira-e-cozinha-infantil-do-quarto-da-criança
    Matho Fotografia/Reprodução
  • Picasso, corre aqui! 

    E se as entradas e saídas do quarto pareciam desafios para outros arquitetos, Silvana encontrou uma alternativa criativa para que elas incentivassem o lado artístico de Luisa. Na porta de correr do banheiro, a arquiteta usou o lado fixo para adesivá-lo, transformando-o em um quadro de lousa branco em que a pequena pode desenhar com o canetão.

    Quadro-branco-no-quarto-infantil
    Matho Fotografia/Reprodução

    Ah, e quando ela cansar de pintar, pode aproveitar para pular a amarelinha no tapete escolhido para o seu cantinho. Criativo demais, né?

    Tapete-de-amareilha-no-quarto-infantil
    Matho Fotografia/Reprodução
    Continua após a publicidade
    Publicidade