8 truques de aproveitamento de espaço para o quarto infantil parecer maior

Ambientes pequenos têm jeito e podem se tornar muito funcionais e aconchegantes.

Por Daniella Grinbergas Atualizado em 5 fev 2021, 12h11 - Publicado em 7 fev 2021, 10h00

A planta do quartinho do pequeno tem medidas enxutas? Nada que a criatividade e alguns truques básicos não resolvam! Para mostrar que é possível deixar o ambiente confortável e prático, conversamos com especialistas e trazemos novas ideias.

A arquiteta Priscila Tressino, da PB Arquitetura, a designer de interiores Roberta Saes e a arquiteta Flavia Nobre, da Meet Arquitetura, dão as dicas que podem fazer toda a diferença aí na sua casa.

1. Estude bem as cores, elas fazem milagres!

De forma geral, os tons clarinhos são os melhores aliados na conquista de uma sensação de amplitude, já que eles refletem a luz. A dica é apostar neles para paredes e piso.

@fparquitetura/Instagram

E não precisa ficar nos neutros clássicos, como branco e bege, você pode usar qualquer cor só que em tons mais rebaixados. Que tal uma parede com pintura ombrê – aquela técnica que faz um efeito gradiente de uma ou mais cores?

@vagalumesolucoes/Instagram
  • 2. Mobiliário criado para você

    “A marcenaria, quando desenhada especificamente para um quarto de criança, sempre pode ser pensada para aproveitar cada pedacinho”, dizem as profissionais da Meet Arquitetura. Além do planejamento de cada peça que se encaixe perfeitamente no layout, a marcenaria ainda permite criações inteligentes e funcionais.

    Quer um bom exemplo? Um quarto pequenino pode ter sua cama elevada, abrindo espaço para uma mesa de estudo embaixo, além de boas soluções, como gavetões nos degraus da escada que leva pra cama.

    @arquitetura.aline/Instagram
    @nocca.arquitetura/Instagram
  • 3. Móveis multifuncionais são curingas

    Se a marcenaria sob medida não for uma opção para o seu bolso, não tem problema! Há móveis prontos, pensados justamente para otimizar espaços, que cumprirão a função.

    São bons exemplos: berço com cômoda e cama auxiliar acopladas, trocador que vira escrivaninha, banco-baú e cama elevada com mesa de estudos embaixo.

    Continua após a publicidade
    @puppimobile.jpg/Instagram
  • 4. Portas de correr em tudo

    “Elas são ótimas para aproveitar a área e favorecem a circulação interna”, aponta Priscila. Imagine que a cama fique bem pertinho do armário. Você vai precisar de um bom espaço entre esses dois móveis para que a porta do guarda-roupa abra completamente e ainda haja espaço para você se posicionar com uma gaveta aberta. Agora coloque uma porta de correr ali e veja como a circulação será mais fluida.

    O trocador, inclusive, pode ficar dentro do armário, como já pontuamos por aqui. Olha só que ideia boa! 

    @vanessabaccarimarquitetura/Instagram

    5. Layout bem estudado

    divulgação/Reprodução

    Pensar no posicionamento dos móveis deve ser encarado como um jogo de quebra-cabeça. É preciso ter as medidas exatas da planta e dos itens que entrarão no ambiente para que a disposição favoreça a circulação.

    “De modo geral, encostar os móveis nas paredes, deixando o centro livre para circulação, costuma ser uma boa saída”, comentam as profissionais da Meet.

  • 6. Ordem na bagunça!

    Se a área já é pequena, cuide para que não haja coisas espalhadas ocupando o precioso espaço. Além disso, quarto atolado com objetos em excesso nas prateleiras, estantes e mesinhas pode aumentar a sensação de aperto. Menos é sempre mais!

    Tente encontrar soluções que tirem o volume de coisas da vista, como nichos fechados e caixas guardadas embaixo da cama.

    @patriciabigonha/Instagram

    7. Efeitos visuais que ajudam

    Alguns truques de decoração dão a impressão de amplitude. As listras estão entre os mais simples e interessantes. Uma parede listrada provoca a sensação de um ambiente mais alongado (na vertical) ou “esticado” (na horizontal). Você pode aplicar papel de parede ou pintura, ou até mesmo apostar em um tapete listrado.

    @home_49_/Instagram
  • 8. Espelhos, sempre eles!

    O efeito é somente visual, mas traz bom resultado. Espelhos replicam o espaço, dando a sensação de que a área é maior, e também refletem a luz, deixando o ambiente mais claro. “A dica é aplicar na porta de entrada do quarto ou mesmo na do guarda-roupa”, sugere a arquiteta Priscila.

    @manuleite.design/Instagram

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade