12 dúvidas sobre amamentação respondidas por especialistas

Existe algum alimento proibido durante a lactação? Como aumentar a produção de leite? O silicone dificulta a amamentação?

Mesmo quem ainda não é mãe já ouve falar da quantidade de benefícios que a amamentação proporciona para a saúde do bebêe da mulher. Mas quando somos levadas a viver esta experiência na prática, com o bebê nos braços, a realidade não é tão fácil assim e nem sempre o alimento chega ao pequeno na primeira tentativa.

Afinal, o aleitamento materno é uma construção diária e dúvidas e mais dúvidas podem surgir ao longo do processo. O que pode ou não pode ser consumido durante esta fase, como aumentar a produção de leite e se os procedimentos nos seios podem atrapalhar a lactação são alguns dos (muitos) questionamentos que passam pela cabeça da mãe.

Pra ajudar a desmistificá-los, trouxemos aqui a resposta para alguns destes tópicos. Mas é sempre bom lembrar que cada vivência com a amamentação é singular, e o que funciona para uma mãe pode não funcionar para outra – por isto, a orientação do seu médico ou consultora de amamentação deve vir em primeiro lugar, viu?

Posso tomar qualquer tipo de remédio durante a amamentação?

Assim como na gestação alguns medicamentos são contraindicados pelo mal que fazem ao bebê, no período da amamentação algumas drogas, dependendo do tipo e da dose, podem ser excretadas no leite materno – portanto, o melhor é que sejam evitadas ou que suas doses sejam ajustadas.

Continue lendo: Saiba que remédios estão liberados e quais não são compatíveis com esta fase.

Existe algum alimento proibido durante a amamentação?

A princípio, não há restrição para os alimentos que a mulher pode comer. Se houver alguma reação negativa do bebê em aleitamento materno exclusivo, aí, sim, pode-se suspeitar de sensibilidade ou alergia alimentar a alguma substância que a mulher tenha ingerido – e os campeões neste processo são o leite de vaca, castanhas, frutos do mar e carne de porco. 

Já em relação às bebidas, a orientação é evitar o consumo de álcool, pois a substância pode dificultar a absorção de nutrientes pela mãe, além de ser absorvido pela criança através do leite materno.

Continue lendo: 6 coisas que você precisa saber sobre alimentação da mãe e amamentação

      É normal um dos seios produzir mais leite que o outro?

      Sim, é normal! Isso porque a produção do leite depende dos estímulos, então quanto mais o bebê suga, mais o líquido é produzido. A dica dos especialistas é que as mães revezem os seios na hora da amamentação, colocando o pequeno para sugar o peito que apresenta menor quantidade de leite e assim aumentar a produção do alimento.

      Continue lendo: Entenda melhor sobre como realizar o revezamento dos seios.

      Devo me preocupar se meu filho só quiser mamar de um lado?

      Mamar em apenas um seio não irá acarretar problemas para o bebê. Na realidade, apenas uma mama é suficiente para alimentá-lo de forma exclusiva até os seis meses e depois de forma complementada, com alimentos saudáveis, até pelo menos dois anos. Não é a toa que amamentar gemelares é totalmente possível, é como se uma mama fosse “de reserva”.

      No entanto, a situação ideal é que o bebê tenha as duas mamas à disposição, para que em caso de intercorrências mamárias (como fissuras ou mastites, por exemplo), o aleitamento seja mantido de forma sadia.

      Continue lendo: As principais dúvidas sobre amamentação

      É necessário sempre lavar os mamilos antes de dar o peito para o bebê?

      Não é preciso lavar sempre. A recomendação é somente extrair uma gota do próprio leite materno e espalhar na região do mamilo e da aoréola e isto vale também para o período depois das mamadas. Nesta fase da lactação, a higienização da área das mamas deve ser feita somente no banho, uma vez ao dia e com água corrente – porque o uso do sabonete comum pode ressecar os mamilos.

      Continue lendo:

      É normal não conseguir mais armazenar leite materno?

      Mesmo se no início da amamentação sobrava alimento, não conseguir mais armazenar o leite não é motivo para preocupação – vale apenas ficar atenta se o pequeno está saciando a fome e se continua ganhando peso normalmente.

      Continue lendo: Entenda os possíveis motivos pelos quais você não produz a mesma quantidade de leite de antes

      Como aumentar a produção de leite tirado manualmente?

      Vários fatores interferem na produção do leite, além da sucção. São eles: sono, exercício físico, estresse, uso de medicamentos, entre outros. Portanto, o mais aconselhável é manter uma boa alimentação, ingerir muito líquido – água, chás e sucos – e garantir algumas horas de repouso. Outra dica é colher o leite de maneira seriada, após cada mamada, em vez de retirá-lo todo de uma só vez.

      Continue lendo:

      A candidíase mamária pode impedir a amamentação?

      A candidíase mamária é uma doença infecciosa e seu tratamento pode ser feito com cremes contendo antifúngicos, que devem ser aplicados após as mamadas e removidos antes da próxima vez de oferecer o peito, e algumas poucas mulheres necessitam de medicações por via oral. Tomando estes cuidados, dificilmente a condição será um fator determinante para a interrupção da amamentação.

      Continue lendo: Saiba mais sobre a candídiase mamária e como detectá-la.

      O silicone dificulta a amamentação?

      Em geral, os implantes não atrapalham a amamentação, porque são colocados no plano mais profundo da glândula – por cima ou por baixo do plano muscular. Raras exceções exigem que se toque na glândula mamária, mas isto não é suficiente para haver uma redução importante na quantidade de leite produzido.

      Continue lendo:

      É normal a mulher ganhar peso depois que para de amamentar?

      Enquanto a amamentação auxilia na perda de peso, parar de amamentar pode contribuir para o aumento dele. Isto acontece porque a produção de leite demanda um grande aporte energético – fazendo com que a mulher gaste entre 700 e 1000 calorias por dia.

      Continue lendo: Veja o que mais pode contribuir para o ganho de peso após a amamentação.

      Posso amamentar enquanto estiver grávida de outro bebê?

      O tema é controverso e divide os especialistas. Alguns médicos recomendam que a mulher se prepare para o desmame quando descobre que está grávida principalmente por uma questão nutricional, já que ela precisa de mais energia e ambas as situações – amamentação e gravidez – são desgastantes.

      Pelos inúmeros benefícios que o aleitamento proporciona, outros profissionais defendem que a mãe não precisa parar de dar leite ao seu filho, a não ser que haja alguma contraindicação médica, como ameaça de aborto. Sem intercorrências, dá para manter o aleitamento seguindo alguns cuidados.

      Continue lendo: Saiba quais são eles e como garantir nutrientes aos dois bebês.

      Parar de amamentar pode atrasar os primeiros passos do bebê?

      O leite materno é essencial para o desenvolvimento do pequeno, mas esta relação com o andar depende de vários outros fatores, como o genético, ambiental, a quantidade de estímulos que está recebendo, etc.

      Continue lendo:

        Comentários
        Deixe um comentário

        Olá,

        * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

        Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

        Logotipo do WordPress.com

        Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

        Foto do Google

        Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

        Imagem do Twitter

        Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

        Foto do Facebook

        Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

        Conectando a %s