6 brincadeiras para fazer com as crianças na Páscoa

A comemoração fica ainda mais mágica com atividades divertidas em família e entre amigos, não é mesmo?

Além de todo o simbolismo religioso, a Páscoa é um feriado muito esperado pelas crianças. Para que este momento não seja apenas a entrega sem graça de um presente, uma ótima ideia é produzir brincadeiras para fazer com os filhos, sobrinhos e amiguinhos em geral. Trazemos aqui 6 ideias para você se inspirar. Capriche na cenografia, prepare a máquina fotográfica e guarde doces lembranças!

Caça aos ovos (ou presentes)

Indicado: a partir dos 2 anos

Dinâmica: individual ou em grupo

 (Aneese/Thinkstock/Getty Images)

Não existe brincadeira mais tradicional na Páscoa: os ovos (ou outros brindes, caso a criança não consuma açúcar) são escondidos pela casa ou pelo ambiente onde a atividade será feita – um salão de festas, o quintal, a área externa do condomínio – e as crianças precisam encontrá-los.

Para ficar mais interessante, é legal contar uma historinha antes. Diga aos pequenos que os adultos viram o coelhinho indo embora, mas não a tempo de saber onde ele havia deixado os mimos.

Esta é uma brincadeira “às cegas”, ou seja, sem pistas, rastros ou pegadas de coelho. Os pais podem ajudar os filhos dizendo se eles estão “quentes” (perto do ovo) ou “frios” (longe).

Se for mais de uma criança brincando, deve ser explicado que cada uma tem direito a um brinde apenas; assim que o encontrar, já fica de fora acompanhando a busca das outras, até todas terem os seus presentes nas mãos.

Siga as pegadas

Indicado: a partir dos 3 anos

Dinâmica: individual ou em grupo

 (lucato/Thinkstock/Getty Images)

Essa é uma variação da caça aos ovos, mas com pistas: as pegadas do coelhinho espalhadas pelo chão que levam aos ovos ou presentes de Páscoa.

Você pode usar adesivos de pegadas (em lojas de artigos para festas sempre tem), fazê-las em casa (com cartolina ou sulfite) ou desenhar pegadas no chão com farinha (como se o coelho tivesse pisado na farinha durante a sua passagem).

O caminho deve ter obstáculos, como a mesa de centro ou o sofá. Assim como na caça aos ovos tradicional, se for mais de uma criança brincando, deve ser explicado que cada uma tem direito a um brinde apenas. O legal é todas partirem de um ponto e em seguida haver bifurcações para seguir uma rota.

Trilha dos ovos ou brindes

Indicado: a partir dos 3 anos

Dinâmica: individual ou em grupo

 (maximkabb/Thinkstock/Getty Images)

Cada criança tem direito a um ovo (ou outro presente) de Páscoa, mas só poderá pegá-lo se passar pela trilha preparada para ela.

É simples: com giz de quadro-negro ou com papéis cortados, é delimitado no chão um caminho “louco” para cada um, com curvas e obstáculos. Os brindes ficam à vista desde o início e o desafio é completar a trilha para merecê-los.

Se quiser incrementar a brincadeira, especialmente para as crianças maiores, você pode inventar uma maneira mais desafiadora de passar pela trilha, como equilibrando um ovo ou brinquedinho em uma colher. A diversão é ainda maior!

Veja também

Cesta cheia

Indicado: a partir dos 3 anos

Dinâmica: em grupo

 (petrenkod/Thinkstock/Getty Images)

Vários itens de Páscoa (como cenouras e coelhinhos de pelúcia) são espalhados pelo ambiente com antecedência (na noite de sábado ou no domingo de manhã). Quando as crianças chegarem, cada uma recebe uma cestinha. Elas esperam a largada (pode ser dada com um apito ou com um adulto falando ‘valendo’) e então saem à busca dos mimos por todos os cantos, para encherem as cestas.

Cada pequeno deverá pegar o maior número possível de itens. Se uma criança conseguir brindes demais e outra, poucos, incentive a que pegou mais a compartilhar. Além de gostosa, é uma brincadeira em que o senso de coletividade é incorporado.

Rabinho de algodão

Indicado: partir dos 4 anos

Dinâmica: individual ou em grupo

 (gojak/Thinkstock/Getty Images)

Um coelho é desenhado em uma cartolina (ou em um papel firme e colorido) e fixado na parede. No lugar do seu rabinho é colocada uma fita adesiva dupla-face.

A criança olha bem para o desenho, por uns 30 segundos, e então seus olhos são cobertos com um lenço e ela recebe uma bolinha de algodão nas mãos. Com as dicas de todo mundo ao redor, ela deverá colar o pompom no lugar do rabinho do coelho. Assim que conseguir, ganhará seu presente de Páscoa.

Se forem várias crianças, a brincadeira será feita várias vezes. Neste caso, os pequenos podem ser organizados por ordem de idade.

Jogo da Páscoa

Indicado: partir dos 5 anos

Dinâmica: individual

 (Samo Trebizan/Thinkstock/Getty Images)

É desenhado um caminho numerado em uma cartolina, com “casas mágicas” em alguns intervalos (a cada duas casas é uma boa), e os adultos elaboram uma pergunta para cada casa.

A criança joga um dado, “anda” no tabuleiro as casas correspondentes ao número que saiu no dado e é feita a pergunta da casa em que ficou. Se cair em uma mágica, ela ganha um brinde.

Mas atenção: nada de forçar ou tentar transformar a brincadeira em reforço escolar! Devem ser perguntas fáceis, relacionadas ao dia a dia da criança, como “qual é o nome da vovó?”, “em que cidade a gente mora?”. Quando o caminho for finalizado, é dado um ovo ou outro presente de Páscoa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s