10 nomes de bebê que foram sucesso na década de 30 e não envelheceram

Se tem bebezinho chegando aí na família, que tal buscar no passado uma inspiração para o nome dele? Você vai se surpreender com as opções!

Por Isabelle Aradzenka 16 Maio 2022, 16h26

Que tal utilizar o passado como uma fonte riquíssima de inspiração para o nome de um bebezinho que chega à família? Quando falamos da década de 1930 aqui no Brasil, por exemplo, podemos ter a ideia equivocada de que as nomenclaturas que eram mais populares são “antiquadas” ou “velhas demais” para presentar a criança. Mas e se te contarmos que não é bem assim?

O ranking dos vinte nome mais registrados no país nesse período, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela nomes tão lindos quanto “modernos” para o pequeno ou a pequena a caminho. Entre as opções, separamos as dez mais significativas para inspirar os futuros papais. Confira todas!

Joana

Dentro dos nomes que foram sucesso antes da década de 1930, Joana ocupa a 16° posição. Muitos não sabem, mas a nomenclatura é a versão feminina do clássico João, que vem do hebraico e significa “aquele que tem a graça de Deus”.

Paulo

Paulo atingiu o auge da sua popularidade a partir de 1960, mas já fazia parte do ranking das opções queridinhas na década de 1930. A partir do latim, a nomenclatura nasceu como um apelido para se referir às pessoas de baixa estatura na Roma Antiga, mas hoje é uma opção bastante carinhosa para os pais brasileiros presentearem o bebezinho.

Luiza

Depois dos anos 2000, Luiza conquistou o coração da maioria das famílias brasileiras, mas já fazia parte dos 20 nomes mais queridinhos desde a década de 1930. A afeição pela nomenclatura não é à toa: em seu significado de origem germânica, o nome atribui muita coragem e força para a pequenina, visto que significa “aquela que é guerreira” e “gloriosa”.

Joaquim

Joaquim foi bastante apreciado pelos pais em 1930 – mesmo que o ápice de registros tenha sido na década de 50. Além da sonoridade bastante harmônica, o nome é ainda uma opção ideal para as famílias religiosas: é mencionado nas histórias bíblicas como um dos parentes de Jesus Cristo e, em sua origem hebraica, significa “aquele que é estabelecido por Deus”.

Continua após a publicidade

Elza

Pois é: Elza não ganhou popularidade apenas através do longa de sucesso da Disney, já que o nome era bastante utilizado pelos pais brasileiros entre 1930 e 80. Ele é um diminutivo carinhoso para Elisabete, que tem raízes hebraicas e simboliza “abundância de Deus”.

Vicente

Uma bela opção para representar uma gestação desafiadora, a nomenclatura Vicente vem do latim e simboliza um bebezinho “vencedor”. É justamente por meio desse significado iluminado que podemos entender o porquê de o nome ganhar bastante popularidade de 1930 até 1960.

Alice

Alice ganhou mesmo o coração dos pais depois de 2000, mas ocupou a última posição do ranking de nomes queridinhos em 1930. A nomenclatura é uma variante francesa de Adelaide, que tem origem germânica e representa uma garotinha “nobre” ou “de grande importância”.

Carlos

Carlos roubou a cena no Brasil a partir de 1960 – e não abandonou a posição de queridinho desde então -, ainda assim, na década de 30 se encontrava na 16° posição do ranking de nomenclaturas mais utilizadas. O nome tem origem germânica e representa “o homem que é guerreiro” ou “do povo”.

Isabel

Assim como Elza, Isabel é uma linda variação de Elisabeth, que vem do hebraico e simboliza “aquela que é jurada por Deus”. Esta versão ficou bem popular em 1960 no Brasil, mas também dá origem às variações Isabella e Isabelle, muito utilizadas a partir dos anos 2000.

Mario

Mario é mais um nome latino que fez sucesso entre 1930 e 90 no Brasil. O seu significado carrega o simbolismo “daquele que é um homem forte” e pode ser um belo presente de boas-vindas para desejar que o bebezinho enfrente a vida com bastante força e coragem.

(E se você não curtiu nenhuma destas sugestões, confira nossa ferramenta de nomes de bebês. O do seu filho vai estar lá! 😉)

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade