Quando oferecer mel para a criança? Veja 4 receitas de dar água na boca!

Embora seja uma opção mais natural que o açúcar, o ideal é que o ingrediente entre no cardápio do pequeno só depois do segundo ano. Entenda os motivos!

Por Flávia Antunes Atualizado em 6 abr 2021, 19h18 - Publicado em 6 abr 2021, 17h37

Por mais “formiguinhas” que os pais sejam, devem saber que nos primeiros meses é melhor que o filho passe longe dos doces e outros alimentos que levem açúcar. A principal razão é que no comecinho da vida o paladar do pequeno está se desenvolvendo, então qualquer hábito relacionado à comida tende a se perpetuar.

E se as famílias pensaram no mel como uma opção mais natural para adoçar as receitinhas, saibam que embora mais positivo para a saúde, o ingrediente também não deve ser oferecido no início da introdução alimentar – e o primeiro motivo tem relação com sua possível contaminação com o transmissor do botulismo, uma doença rara.

“O mel não deve ser oferecido até os 12 meses, já que o bebê tem um organismo mais imaturo. Assim, caso o ingrediente esteja contaminado com essa bactéria (Clostridium botulinum), os danos à saúde podem ser muito mais intensos”, explica a nutricionista materno-infantil Viviane Vieira. 

Então quando o mel está liberado?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda que o mel não seja incluído no primeiro ano de vida, mas alguns especialistas sugerem até mesmo esperar mais tempo, pelo menos até que a criança complete dois anos.

“Isso tem relação com a recomendação sobre não oferecermos doces antes do segundo ano. Apesar do mel ser poderoso, sua maior constituição é de frutose e sacarose, dois açúcares simples que ‘encantam’ o paladar de todo mundo. Para alguém que está descobrindo os sabores, é altamente recomendado evitar alimentos com um sabor doce tão intenso”, acrescenta Viviane.

  • Como apresentar o mel?

    Antes de tudo, vale o cuidado com a procedência. Por conta do risco de contaminação, a nutricionista infantil Melina Cortegoso indica que os pais priorizem o mel pasteurizado, porque ele passa por um processo que elimina as bactérias, tornando-se seguro para a criança.

    Em relação ao preparo, a especialista sugere que o mel seja usado em receitas para substituir o açúcar ou se os pais quiserem usar um pouquinho para adoçar a fruta, como no abacate, que não é tão doce. “Mas coloquem pouca quantidade, para que a criança não fique com o paladar muito acostumado com o doce”, lembra ela.

    O ingrediente também pode ser uma opção interessante para adoçar sucos de frutas, mas sempre tentando incentivar que as crianças tomem in natura. “Podemos acrescentar no suco de limão ou de maracujá, que são frutas mais azedas. Mas as que são mais doces, como a laranja, recomendo evitar, porque além de já ter bastante açúcar, há o próprio carboidrato da fruta, deixando o preparo bastante calórico para a criança e podendo favorecer até um quadro de obesidade infantil“, comenta Melina.

    Existe uma dose máxima diária?

    De acordo com Viviane, não existe uma quantidade de mel indicada para o consumo infantil, mas sim a recomendação de que os alimentos com açúcar não passem de uma ou duas porções por dia para a criança.

    Apesar de não haver a prescrição de uma dose máxima, o lembrete de usar o ingrediente com moderação continua valendo para que o pequeno não deixe de valorizar o sabor natural das comidas.

    Os benefícios do mel

    Apesar de ser uma fonte de energia que conseguiríamos obter em outros alimentos, o ingrediente tem os seus pontos positivos, como lista Melina. “O mel possui vários nutrientes bioativos antioxidantes. Por isso, traz muitos benefícios para o corpo: ajuda na saúde intestinal da criança (ao contrário do açúcar, que destrói a microbiota intestinal), melhora as defesas imunológicas, ajuda a reduzir a pressão arterial, dentre outros”, diz. Sem falar de suas propriedades terapêuticas, que favorecem a saúde de forma geral.

  • Veja 4 receitas com mel de dar água na boca!

    * Consulte o pediatra para confirmar se os alimentos a seguir estão liberados na dieta do pequeno. 

    Continua após a publicidade

    1. Pudim de chia

    Ingredientes:

    •  2 xícaras de chá de leite de coco caseiro
    • 2 colheres de sopa de semente de chia
    • Frutas a gosto (morango, maçã, berries)
    • 1 colher de chá de mel de boa procedência

    Modo de preparo:

    Bata o leite de coco com a chia no liquidificador durante 20 segundos e faça isso 5 vezes com intervalo de 1 minuto. Acrescente o mel e, em seguida, transfira para dois copinhos enchendo até a metade do copo. Coloque a mistura na geladeira durante 24h e na hora de comer acrescente a fruta escolhida e higienizada.

    2. Bolo de mel com farinha de banana verde

    Ingredientes:

    • 3 ovos
    • 2 xícaras (chá) de farinha de banana verde
    • 1 xícara de bebida de arroz
    • 1 xícara rasa de mel
    • 3/4 xícara de cacau em pó
    • 3 colheres de óleo
    • 1 colher de sopa de fermento em pó

    Modo de preparo:

    Bata as claras em neve e reserve. Misture os outros ingredientes e depois acrescente as claras em neve. Coloque em assadeira untada e asse por aproximadamente 30 minutos.

    3. Panqueca americana

    Ingredientes:

    • 2 ovos
    • 1 banana
    • 1 colher de sopa de farelo de aveia
    • 1 colher de sobremesa de óleo
    • Mel a gosto para a cobertura

    Modo de preparo:

    Bata todos os ingredientes no liquidificador. Com uma concha e uma frigideira antiaderente, prepare os discos em fogo médio. Quando estiver pronto, retire e despeje. Se quiser adicionar cobertura, coloque mel ou geleia de frutas.

    4. Bolo de caneca de banana com mel

    Ingredientes:

    • 1 banana amassada
    • 1 ovo
    • 1 colher de sopa de farelo de aveia
    • 1 colher de sopa de mel
    • 1 colher de sopa de leite
    • 15 gramas de chocolate 60-70% picado
    • 1 colher de chá de fermento

    Modo de preparo:

    Misture todos os ingredientes na xícara e, quando a mistura tiver homogênea, acrescente o fermento. Leve ao microondas por 3 minutos.

    * Receitas sugeridas pelas nutricionistas Andrezza Botelho e Melina Cortegoso

    Continua após a publicidade
    Publicidade