É verdade que grávidas fazem xixi com mais frequência?

Com o decorrer dos meses da gestação, é esperado que cada vez mais a mulher vá ao banheiro. Mas não há diferença entre isso acontecer de dia ou de noite!

Por Alice Arnoldi Atualizado em 16 mar 2021, 16h51 - Publicado em 16 mar 2021, 16h44

Você está quase terminando de responder o e-mail do trabalho ou de lavar a louça e, de repente, precisa dar aquela paradinha rápida para fazer xixi. Ufa, que alívio. Mais uma tarefa de cá, outra de lá, e de novo corre para ir ao banheiro. Esta facilmente poderia ser a descrição do dia a dia das mulheres que estão a espera de um bebê, já que a vontade de urinar parece cada vez maior a cada semana da gravidez.

E se você está em dúvida se é apenas uma sensação ou se realmente é algo que acontece durante os nove meses, saiba que é verdade: a gravidez faz com que a frequência de idas ao banheiro seja maior e existem explicações médicas para isso.

De acordo com o ginecologista e obstetra Rodrigo Ferrarese, da Unihclinic em São Paulo, há três fatores principais que contribuem para este fluxo maior de xixi. “O hormônio da gravidez aumenta o fluxo sanguíneo para os rins e, consequentemente, há maior quantidade de urina formada. Outro ponto importante é que o útero fica “em cima” da bexiga e, conforme ele cresce, diminui a capacidade dela de armazenar o xixi. E, já no final da gravidez, a cabeça do bebê encaixando na pelve também leva a maior frequência urinária”, detalha o especialista.

  • Durante a noite, a gestante vai mais ao banheiro?

    E se no decorrer do dia, a vontade de fazer xixi pode ser incômoda, ela pode parecer ainda mais na hora de dormir. Nas redes sociais, algumas gravidinhas até brincam que já encontraram a “solução ideal” para isso: pegar o travesseiro, a coberta e dormir no própria vaso sanitário. Dá uma olhada:

    View this post on Instagram

    A post shared by Bebê.com.br (@sitebebe)

    Continua após a publicidade

    Só que ainda que a sensação seja de que a bexiga sabe exatamente quando você está tentando descansar, Rodrigo pontua que não há nenhuma mudança fisiológica com o corpo da grávida ao dormir. “Os rins funcionam continuamente, portanto produzem urina igualmente de dia e de noite. Um fator importante para ir mais vezes ao banheiro é tomar muito liquido próximo ao período de deitar”, esclarece o especialista.

    Mas não cogite a ideia de parar com a hidratação, ok? Ela é necessária para uma gestação saudável e, ainda de acordo com o obstetra, a recomendação é de dois a três litros de água por dia. Assim, uma saída interessante pode ser uma melhor distribuição da quantidade de líquido ingerido ao longo da rotina para que a grávida acorde menos vezes durante a noite.

  • Mudanças que precisam de atenção! 

    Com a dúvida sanada de que ir ao banheiro com frequência é uma mudança esperada da gestação, é importante estar atenta a outros sinais no sistema urinário feminino que podem indicar alguma intercorrência na gravidez.

    O primeiro alerta vermelho é o de sentir dor ou ardência ao fazer xixi, além de redobrar a atenção com o odor mais forte ao expelir a urina. Outro incômodo que vale o diálogo com o obstetra é uma dor intensa na pelve ou lombar. Elas tendem a ser esperadas com o crescimento da barriga, mas não quando a intensidade está insuportável e/ou relacionada ao momento de fazer xixi.

    O último fator, mas não menos importante, é o desenvolvimento de diabetes gestacional ou pré-eclâmpsia que podem aumentar as idas ao banheiro. Neste caso, o contato com o médico torna-se ainda mais necessário para que ele possa fazer uma análise clínica e recorrer aos exames corretos para o diagnóstico do quadro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade