Veja este jeito criativo de juntar armários e berços para quarto de gêmeos

O recurso foi uma saída para conseguir aproveitar o cantinho que tem menos de 7 m². O papel de parede e os detalhes em preto também ganham atenção!

Por Alice Arnoldi 26 jul 2020, 10h01

“Como nós vamos fazer caber tudo isso aqui?”. Se esta frase pode soar rotineira para pais que descobriram que um bebê está a caminho e estão montando o enxoval, imagina para aqueles que foram surpreendidos pela notícia de que, na verdade, são dois pequenos que estão por vir.

Para facilitar na hora dos cuidados e economizar, é comum que se planeje um quarto em que as duas crianças ficarão juntas. Entretanto, sabemos que os produtos continuam sendo em dobro e a dúvida que aparece é de como guardá-los sem ocupar tanto espaço no ambiente.

  • Foi pensando nisso que as arquitetas Alessa Sena e Fernanda Alencar, donas do perfil @faasarquitetura no Instagram, elaboraram o quarto dos gêmeos Bernardo e Benício. A ideia principal era que os armários formassem um arco por cima dos berços para otimizar o espaço.

    O quarto dos bebês tem apenas 6,9 m² e foi o jogo de cintura para contornar esta área livre tão pequena que conduziu o projeto das arquitetas. Na conversa com a cliente, as profissionais se depararam com uma lista de prioridades da mãe que não caberiam no ambiente.

    Continua após a publicidade

    “Foi aí que surgiu a ideia de fazer o armário emoldurando os berços para colocarmos uma poltrona pequena no quarto. Ela vai servir para amamentação (ainda que não 100%, por não ser tão confortável), mas pelo tamanho do espaço, serve também de apoio para a pessoa descansar ou receber visita no local”, detalha Alessa.

  • Esta cadeira aparece logo abaixo do cantinho de leitura, com duas prateleiras brancas, e ao lado da cômoda que traz um trocador na parte de cima. Esses móveis foram colocados de frente para os berços, em uma distância que permite com que os pais andem tranquilamente pelo quarto.

    FAAS Arquitetura/Reprodução

    Os detalhes em preto do ambiente são características fortes do trabalho das arquitetas. Para a prateleira acima da cômoda, as duas barras trazem a ideia de que a prateleira está flutuando. E, ao lado, o tom volta a aparecer nas luminárias penduradas. Os pontos de iluminação suaves ajudam a criar um local mais intimista e a possibilidade de cuidar de um irmão sem atrapalhar o outro.

    O papel de parede do quarto também chama atenção e Fernanda explica que foi ele quem guiou as superfícies abauladas da decoração. “Inicialmente, íamos colocar esses armários do lado dos berços e, em cima, prateleiras. Só que quando começamos a montar o papel de parede e vimos esses arco-íris pretos, pensamos em reproduzir os arcos em outros locais”.

    FAAS Arquitetura/Reprodução

    Inicialmente, Alessa e Fernanda trabalharam com as cores preto e branco. Mas para trazer o lúdico para o quarto infantil, elas adicionaram o verde e estampa de poá na tabela de decoração, o que acabou levando aos tons terrosos que estão em alta.

    Veja os detalhes do cantinho:

    FAAS Arquitetura/Reprodução
    FAAS Arquitetura/Reprodução
    FAAS Arquitetura/Reprodução
    Continua após a publicidade
    Publicidade