Publicidade
Lia Abbud
A avalanche de coisas pra resolver nos faz esquecer de quem somos, do que queremos, do que gostamos. Pra começar, você tem uma playlist pra chamar de sua?
Chega de fazer tudo sozinha! Minha proposta é que você reflita se a forma como seu lar está sendo gerenciado está adequada.
O grupo de Whats dos pais, o e-mail da pediatra, a cobrança da escola... Todos enxergam a mulher como a “gestora oficial”. E isso cansa.
O segundo semestre não será fácil, então, é hora de quebrar a rotina e se permitir dias menos sobrecarregados.
Metas e cobranças, dos outros e de nós mesmos, precisam passar por uma recalibragem em respeito à saúde mental de toda a sociedade. Tá puxado, gente!
Publicidade