Sociedade Brasileira de Pediatria publica guia sobre saúde oral

O documento reforça a importância de manter hábitos saudáveis e traz recomendações para grávidas, bebês e crianças.

Você já parou para pensar que os cuidados com a saúde bucal dos filhos começa ainda na gravidez? Com o objetivo de chamar a atenção para o tema e esclarecer as dúvidas dos pais, consultores da Global Child Dental Fund, de Londres, criaram um guia que já foi difundido em 10 idiomas. No nosso país, ele foi revisado pela Sociedade Brasileira de Pediatria e replicado no site da instituição.

Dividido em três partes, o documento começa abordando a importância de manter hábitos saudáveis durante os nove meses. Entre as medidas aconselhadas estão investir em uma boa alimentação, ficar de olho na escovação, visitar o dentista no pré-natal e tratar as doenças que podem surgir – como erosão dentária e inflamações na gengiva.

O arquivo também fala sobre a prevenção dos bebês. A amamentação desempenha um papel fundamental: é por meio desse exercício de sucção que os pequenos estimulam os músculos da face, promovendo a respiração nasal e ajudando no desenvolvimento da fala. O guia não recomenda mamadeira, mas deixa claro que, caso os pais tenham que utilizá-la, devem conversar com os profissionais sobre os modelos menos nocivos.

A pasta ainda explica que quando os primeiros dentinhos surgirem chegou a hora de escová-los e também de agendar um horário com o odontopediatra. Mais uma vez, a alimentação saudável é ressaltada, pois oferecer alimentos nutritivos – seguindo as recomendações do médico – só traz benefícios. Na hora de higienizar a boca, os consultores afirmam que é importante escolher o creme dental com flúor e que o hábito deve ser mantido ao acordar, adormecer e depois das refeições.

O guia comenta sobre os problemas que a má higienização pode causar – como cáries e gengivites -, e reforça a importância de evitar ao máximo que as crianças sofram traumas. Caso acidentes aconteçam, elas devem ser levadas para o hospital ou consultório odontológico. Na hora da troca dos dentes de leite para os permanentes, também é preciso ficar atento. Os cuidadores devem escová-los até que os filhos completem 7 anos e, até 10 anos, os pequenos devem ser supervisionados.

 (Sociedade Brasileira de Pediatria/)

Leia aqui o documento na íntegra

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s