MIS-C: mãe desabafa sobre internação do filho infectado pela Delta

Emmett Nichols, de três anos, foi diagnosticado com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica, doença que atinge crianças com quadro de Covid-19.

Por Da Redação Atualizado em 21 set 2021, 15h22 - Publicado em 21 set 2021, 14h52

Desde a chegada do novo coronavírus, quadros de inflamação generalizada em crianças e adolescentes se tornaram cada vez mais frequentes e chamaram a atenção das entidades oficiais de saúde: dores na região do abdômen, febre contínua e alergias são alguns dos sintomas observados por pais com filhos que contraíram a Covid-19. 

Esse é o caso de Alyssa Nichols, uma mãe norte-americana de três crianças, que mobilizou as suas redes sociais após descrever a situação que o seu pequeno Emmett, de 3 anos, está enfrentando. 

A família que mora em Plano, Texas, foi infectada pela variante Delta na última semana do mês de julho. Porém, diferente dos irmãos e dos pais, o quadro do Emmett se agravou com o tempo. O menino apresentou febre alta no início e logo as dores de estômago e a falta de apetite apareceram. 

No dia 13 de setembro, sem nenhuma melhora, Emmett precisou ser internado. A situação foi um choque para Alyssa e para os amigos da família. “Seis dias atrás ele estava normal, com o seu jeitinho feliz. No final da última semana ele pegou uma infecção de ouvido e a febre continuava aumentando apesar do tratamento.

No sábado, dia 11, depois que o Emmett desenvolveu uma irritação da pele por todo o seu corpo, sua mãe e seu pai decidiram que precisavam levá-lo ao Children’s in Plano (hospital infantil da cidade) e o mundo deles virou de cabeça para baixo”, relata Brittany MacDaniel, amiga da família, que acompanhou o caso.

Continua após a publicidade

  • O que levou a criança a ser internada

    Após diversos testes, o menino foi diagnosticado com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica (MIS-C, em inglês, ou SIM-C, em português), considerada uma variação grave e incomum da Doença de Kawasaki – distúrbio que causa a inflamação de órgãos vitais do corpo e dos vasos sanguíneos, através da atuação incorreta do sistema imunológico. 

    Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a MIS-C é um distúrbio ainda pouco conhecido ou estudado, mas está atrelado a quadros de Covid-19 em crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos e pode levar à ocorrência de disfunções cardíacas, respiratórias e renais.

    Durante a internação, o pequeno Emmett passou por altos e baixos e Alyssa se empenhou em expor a jornada do filho como um alerta às famílias sobre o perigo da Covid-19 e da MIS-C. No hospital desde o dia 13, a criança precisou lidar com dificuldades para se alimentar, irritações cutâneas, além de receber injeções anticoagulantes.

    Em sua última postagem, a mãe comemora a melhora do quadro de Emmet e ressalta que o tratamento deve continuar em casa. “Teremos mudanças significativas até que o Emmett esteja saudável e pronto para voltar paras as atividades normais”, descreve Alyssa.

    Continua após a publicidade
    Publicidade