Continua após publicidade

BEBÊ RESPONDE: Quanto tempo após o parto a mãe pode fazer uma tatuagem?

Consultamos especialistas para saber a partir de quando é seguro para a mulher e para o bebê.

Por Carla Leonardi
Atualizado em 21 out 2022, 17h17 - Publicado em 21 out 2022, 16h55

Se você está grávida ou no puerpério e pensando em fazer uma tatuagem, mas não sabe se é arriscado para o bebê – ou até mesmo se a gestação e o pós-parto podem interferir no resultado final do desenho – saiba que não está receosa à toa. Conversamos com especialistas para saber quais são os principais riscos e quanto tempo depois do parto é seguro se tatuar. Confira a seguir!

Publicidade

“Não há perigo em relação à tinta da tatuagem, mas, no procedimento, a agulha faz microfuros que podem virar porta de entrada para infecções e isso, sim, pode ser prejudicial ao bebê”, explica o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli.

Publicidade

Carolina Esgalha, Ginecologista, obstetra e professora do curso de Medicina da Universidade de Franca (Unifran), completa: “É possível que sejam transmitidos, inclusive, vírus como os que causam hepatite B e C, além do HIV. Há, ainda, maior chance de infecção, pois o sistema imunológico da mulher grávida fica mais ativo nesse período. Precisamos lembrar também que a pele da mulher sofre constantes alterações durante a gestação, o que tem ligação direta com possíveis deformidades no desenho da tatuagem”.

Sobre esse assunto, Mantelli lembra que os hormônios da gestação podem fazer com que a tatuagem desbote ou com que os traços fiquem borrados. “E essa ação hormonal continua durante a amamentação, por isso, é indicado que a mulher espere para fazer depois da lactação”, explica.

Por fim, Carolina afirma que a mãe pode ser tatuada a partir de, pelo menos, 40 dias após o parto – seja vaginal ou cesárea – , o que equivale ao período do puerpério. Mais uma vez, porém, vale lembrar que os riscos de uma possível infecção prejudicar o bebê permanecem durante o tempo de aleitamento. “E sempre lembrando que o resultado imediato não é definitivo, já que a pele ainda passará por diversas mudanças, como a perda de peso”, finaliza a especialista.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade
Publicidade