Crianças precisam voltar a praticar atividade física, alertam pediatras

Quarentena estimulou o sedentarismo, mas o exercício é importante inclusive para reduzir os riscos dos pequenos contraírem a Covid-19

A quarentena imposta para conter a Covid-19 deu origem a uma outra pandemia: a do sedentarismo entre todas as faixas etárias, incluindo as crianças. É o alerta da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em documento recém-lançado com orientações para a prática de atividades físicas nesta fase de isolamento. 

Em nome da saúde, crianças deveriam acumular 60 minutos por dia de atividades intensas ou moderadas, como correr, pular, praticar esportes e outros exercícios que trabalhem equilíbrio e coordenação. Só que cumprir essa recomendação tem sido um desafio para os pais, destaca a entidade, e o risco de obesidade infantil aumenta nessa situação. 

Isso tanto por conta do espaço reduzido quanto pelo aumento do uso de dispositivos digitais – celulares, tablets, computadores – como recurso para entreter os pequenos. Para incentivar o nível de movimentação em casa, a entidade reforça a necessidade de controlar a exposição às telas.

Ainda em casa, os pais podem resgatar brincadeiras clássicas que exigem do corpo, como bambolê, cabra cega, amarelinha, esconde-esconde, pular corda, caminhar sobre uma corda no chão e fazer cabos de guerra. 

Outra ideia é apostar nas atividades que exigem criatividade. Entre as sugeridas pela SBP: construir uma pista de obstáculos, jogar vôlei de balão ou aprender a fazer malabarismos.

Atividade física e imunidade 

Ela é fundamental para fortalecer as defesas dos pequenos, desde que praticada com regularidade e equilíbrio. Entre suas vantagens, uma ação anti-inflamatória, importante especialmente no contexto do novo coronavírus, que parece ser mais grave graças ao desequilíbrio das inflamações pelo corpo.

Como a SBP ressalta em seu documento, estudos demonstram que a prática regular e moderada pode diminuir em até 50% a incidência de infecções respiratórias – categoria em que se encaixa a Covid-19. 

Por outro lado, atividades muito intensas e prolongadas, daquelas extenuantes, como as praticadas por atletas profissionais, podem ter o efeito oposto e aumentar o risco de contrair um problema do tipo. 

Dicas para os pais na retomada das atividades ao ar livre 

Ainda não é hora de voltar para a rua, mas na prática muitos pais já vinham frequentando praças e outros espaços ao ar livre – um movimento visto como normal e saudável pelos pediatras, desde que tomados alguns cuidados. 

A SBP destaca no documento que o distanciamento social é a principal medida de enfrentamento ao novo coronavírus. Mas, como a flexibilização do isolamento “está presente na agenda política e da sociedade”, deve ocorrer num futuro próximo e, portanto, a prática de atividades físicas deve ser bem orientada desde já. 

Antes de entrar nas dicas voltadas aos pais neste contexto, um lembrete: depois de um longo período de sedentarismo, o ideal é retomar os exercícios aos poucos, pois atividades desreguladas podem ter efeito negativos, como explicamos mais acima.

Veja as orientações da SBP para a prática de exercícios pelas crianças:

  • Enfatizar medidas de isolamento e contato mínimo entre os pequenos  quando estiver em parques, praças e playgrounds. 
  • Atentar para a segurança das crianças na travessia de ruas e espaços muito amplos. “O grande período de confinamento pode gerar excesso de energia positiva”, ressalta o texto. 
  • Reforçar medidas de prevenção como lavagem constante de mãos com sabão, uso de álcool em gel e evitar aglomerações. 
  • Limpar constantemente brinquedos de uso frequente, em especial se tiverem sido compartilhados com outras crianças. 
  • Ter sempre álcool em gel por perto e utilizar nas mãos e pernas dos filhos depois de atividades em que há contato físico frequente com superfícies utilizadas por outras crianças, como balanços, escorregadores, redes e carrossel. 
  • Uso de máscaras nos maiores de dois anos mesmo durante a prática de atividades físicas. 
  • Reservar tempo nos fins de semana para realizar atividades físicas com os filhos, como andar de bicicleta e jogar bola. 
  • Buscar nos videogames e mídias digitais opções de atividades virtuais que façam suar a camisa como jogos de dança e aulas aeróbicas, de acordo com a faixa etária dos filhos. 
  • Evitar que os filhos pratiquem atividades físicas caso apresentem sintomas gripais como coriza, dor de garganta, tosse e febre. 

 (Juliana Pereira/Bebê.com.br)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s