Estudo registra primeira mulher transgênero que amamentou um bebê

A americana chegou a produzir aproximadamente 240 ml de leite por dia. Entenda essa história.

Nesta semana, foi notificado o caso de uma mulher transgênero (pessoa que nasceu com corpo de homem, mas se reconhece como mulher), de 30 anos, que conseguiu produzir leite e amamentar o seu filho. O acontecimento foi registrado pela primeira vez na revista científica Transgender Health.

Para conseguir realizar o seu sonho, a americana – que não fez cirurgia para mudança de sexo, somente reposição hormonal -, passou por um tratamento preparatório e tomou uma série de medicações específicas. Ela resolveu procurar ajuda depois que a sua esposa gerou a criança e disse que não queria vivenciar a experiência de amamentá-la.

A partir disso, os médicos prescreveram remédios que são ministrados para as mães adotivas que também têm esse desejo, mas acrescentaram fármacos que impedem o funcionamento dos hormônios masculinos e que auxiliam na estimulação das mamas.

O resultado deu tão certo que a americana chegou a produzir aproximadamente 240 ml de leite por dia. Ela conseguiu amamentar o seu filho exclusivamente por seis semanas e, ao analisar a situação, os pesquisadores perceberam que tanto o crescimento como o trânsito intestinal do bebê seguiu o padrão normal de desenvolvimento.

Veja também

Depois desse período, os pediatras recomendaram que a alimentação do pequeno fosse complementada por fórmulas. Atualmente, ele está com seis meses de vida e também continua com a amamentação.

Os cientistas celebraram os avanços da pesquisa e afirmaram que continuarão estudando a questão para ver se todas as medicações são realmente necessárias. “O que realmente precisamos fazer é agrupar esses casos e compartilhar nossos conhecimentos, para encontrar a melhor receita para amamentação nesses pacientes, sem expô-los a quaisquer riscos de saúde”, afirmou à BBC Channa Jayasena, professor sênior do Imperial College, de Londres, especializado em endocrinologia reprodutiva. O intuito é realmente poder ajudar outras mulheres trans que desejam amamentar os seus filhos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s