Crianças que chupam o dedo ou roem as unhas têm menos alergias, sugere estudo

Mas não, isso não significa que está liberado o seu filho adotar esses hábitos!

Criança que chupa o dedo ou rói as unhas merece atenção. Além de prejudicar os dentes, a mastigação e até a fala dos pequenos, esses hábitos também podem ser sinais de carência afetiva ou mesmo ansiedade entre os baixinhos. Sem falar que ficar com a mão na boca o tempo todo coloca a criançada em contato com vários micro-organismos que não são, digamos, do bem. Mas, de acordo com um estudo publicado nesta segunda-feira (11) na revista científica Pediatrics, essa contaminação pode ser benéfica para meninos e meninas.

De acordo com a pesquisa, conduzida por cientistas da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, crianças que chupam o dedo e/ou roem as unhas são menos propensas a desenvolver alergias. “Esse achado está de acordo com a teoria da higiene, que prega que a exposição precoce a sujeira e germes reduz o risco de desenvolver alergias”, comenta Malcolm Sears, um dos autores do trabalho.

O objetivo dos estudiosos era justamente investigar se essa teoria faz mesmo sentido. Para isso, eles avaliaram os hábitos de chupar o dedo e roer as unhas em 1 mil crianças neozelandesas de 5, 7, 9 e 11 anos de idade. Quando os participantes completaram 13 e 32 anos, os experts realizaram testes cutâneos para saber se eles eram alérgicos, por exemplo, a poeira, gatos, cachorros, cavalos e grama.

Os resultados demonstraram que 31% dos voluntários chupavam o dedo ou roíam as unhas com frequência quando eram crianças. Aos 13 anos, 45% dos meninos e meninas se mostraram sensíveis a algum dos fatores alergênicos; considerando aqueles que adotavam pelo menos um dos hábitos orais, esse número era de 40%. Entre os participantes que tinham as duas manias, apenas 31% eram alérgicos. E esses números permaneceram semelhantes no testes realizados na idade adulta.

Mas calma: apesar de curiosos, esses achados não significam que está liberado os pequenos passarem 24 horas por dia com as mãozinhas na boca. Até porque, como já é sabido, isso pode prejudicar, e muito, as crianças. O contato com micro-organismos que vão aumentar a resistência dos baixinhos pode se dar de outras maneiras, como nas brincadeiras ao ar livre, em meio à natureza ou até no chão da casa. Assim, além de uma imunidade mais forte, eles estarão crescendo e se desenvolvendo da forma mais saudável possível!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s