Signo do bebê: conheça as características da criança de Escorpião

Os pequenos escorpianos são intensos e não vão dar folga para a casa, mas talvez precisem de ajuda para entender algumas de suas emoções.

Por Isabelle Aradzenka Atualizado em 22 out 2021, 17h20 - Publicado em 23 out 2021, 10h00

Emoção é o que não vai faltar na casa do pequeno que nasce com o signo de escorpião, geralmente entre 22 de outubro e 21 de novembro – mas vale lembrar que essa não é uma data fixa – este ano, por exemplo, o sol entra para os escorpianos dia 23 de outubro.

“Esse é um signo do elemento água e traz como uma das suas características principais a intensidade, todo escorpiano tem isso muito forte no seu ser, na sua essência. E essa intensidade o acompanha por toda a vida”, explica a astróloga Vivi Pettersen.

Então já sabemos que o pequeno vai ser oito ou oitenta, né? Não vai existir meio termo para ele! “São crianças intensas emocionalmente. Ou elas se jogam, se colocando inteiramente na situação, ou nem tentam”, acrescenta a astróloga.

Aliados a toda esta emoção, a praticidade e o olhar aguçado também são traços característicos do bebê de escorpião. “Eles são muito observadores, então, costumam ficar na espreita, nos bastidores, analisando cenários para poder agir”, comenta Vivi. Já sabemos que a casa vai receber um pequeno espião !

Além de tudo, o pequeno perspicaz também trará uma sensibilidade aflorada para o seu lado sentimental. Apesar de não gostar de se demonstrar vulnerável, ele possui muita resiliência e, provavelmente, construíra uma fortaleza diante de si. E é aí que as coisas podem começar a ficar um pouco mais complexas para ele.

“A princípio, eles preferem agir assim, com uma máscara para o mundo, mas lá no fundo, o escorpiano sente. E sente muito”, explica Vivi.

Continua após a publicidade

Prestem atenção, pais….

É muito divertido ter um pequeno esperto e com personalidade em casa, mas se toda essa intensidade característica do escorpiano não for bem acolhida, ele pode acabar criando mágoas e ressentimentos profundos.

“Da mesma forma que eles demonstram praticidade em desapegar de certas coisas, não é assim lá no fundo. Se a criança foi magoada por alguém, ela não vai esquecer o que foi feito”, explica a astróloga.

Apesar de serem muito sociáveis, terem muitos amigos e transformarem qualquer encontro numa festa, a dificuldade de perdoar do bebê de escorpião precisa ser acompanhada de perto, para que o pequeno não desenvolva uma percepção “sombria” das suas relações.

“Como essa criança não consegue falar com palavras o que sente, então, ela acaba transmitindo isso de outra forma e corre o risco de se tornar um pouco mais fechada. Os pais têm que ficar bastante atentos para ela não implodir emocionalmente” finaliza a astróloga.

Então, pais, o empurrãozinho para o pequeno deve vir no sentido de ajudá-lo a entender as suas próprias emoções e, principalmente, como demonstrá-las. Para evitar que no final, uma pequena situação desagradável não se torne uma bole de neve no coraçãozinho dele.

Continua após a publicidade

Publicidade