Continua após publicidade

Mãe dá à luz gêmeos que têm duas semanas de diferença na gravidez

Após três perdas gestacionais traumáticas, Cara Winhold e a sua família foram surpreendidas com a notícia da superfetação. Entenda o que aconteceu!

Por Isabelle Aradzenka
31 Maio 2022, 16h59

É possível engravidar já estando grávida? Por mais surpreendente que pareça, a resposta é sim! A experiência da mãe norte-americana Cara Winhold, 30 anos, que deu à luz os gêmeos Colson e Cayden, é mais uma história que envolve este fenômeno, conhecido como superfetação.

A professora e o seu marido, Blake, 33, – que moram no Texas (Estados Unidos) – haviam tido seu primeiro filho, Wyatt, em 2018. No entanto, o desejo de aumentar a família não parou por aí. Desde então, Cara passou por mais três tentativas de gravidez, que resultaram em perdas gestacionais.

Em março de 2021, o casal soube da quarta gestação e, dessa vez, as coisas foram diferentes. “Uma vez que eu descobri que estava grávida, meu caso foi considerado de alto risco e, com cinco semanas, me encaminharam direto para um ultrassom. No exame, vimos apenas um bebê: o Colson”, contou a mãe em seu perfil nas redes sociais.

Como a última perda da professora havia acontecido em torno da sexta semana de gestação, um outro ultrassom foi marcado para duas semanas depois, a fim de averiguar os batimentos cardíacos do bebê. E, quando chegou a hora do segundo exame, o casal teve uma surpresa extraordinária: um outro filho estava lá, o Cayden. “Após três perdas, fomos abençoados com gêmeos”, postou a mãe com felicidade.

Continua após a publicidade
bebês gêmeos olham para a câmera e sorriem
(@cara_winhold/Instagram)

A superfetação

O caso de Cara é considerado um fenômeno raro e denominado de superfetação – quando, mesmo durante uma gestação, há uma segunda ovulação que é fecundada e dá origem a um outro feto.

Nascidos com 35 semanas e seis minutos de diferença em outubro de 2021, os bebês têm uma diferença de peso de quase um quilo. O irmão mais velho chegou com cerca de 2,7kg e Cayden, com 1,8kg.

bebês gêmeos, enrolados em um lençol, olham para a câmera e sorriem
(@cara_winhold/Instagram)

A felicidade do casal se torna ainda mais intensa quando se lembram da última experiência de gestação, quase fatal para a mãe, que passou por duas transfusões de sangue após a perda.

Por este motivo, hoje Cara incentiva aquelas mulheres que desejam aumentar a família a não abrirem mão de seu sonho, mesmo após experiências traumáticas. “Se está na sua história e no seu coração, não desista. Nós não cedemos e tivemos uma grande surpresa, um maravilhoso milagre, no processo”, comentou ao portal de notícias The Mirror.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade