Foto de filho de Giovanna Ewbank cria polêmica sobre fotógrafa no parto

O primeiro clique de Zyan foi feito por uma profissional e levou a críticas de mulheres que não puderam ter seus partos registrados na mesma maternidade.

Após muitos cliques mostrando a evolução dos nove meses de gestação, o público pôde ver o primeiro registro de Zyan, terceiro filho de Giovanna Ewbank com o ator Bruno Gagliasso, na sexta-feira (10). Só que entre muitos elogios e felicitações pela chegada do novo membro da família, uma polêmica surgiu: a de uma fotógrafa acompanhar a família na hora do parto.

Se antes a prática era comum, especialmente entre as famosas, a pandemia do novo coronavírus trouxe uma nova realidade às famílias. Para preservar a saúde dos pais e recém-nascidos, maternidades seguiram diretrizes específicas, como a proibição de visitas, o mínimo de rotatividade de acompanhantes e paramentação correta dos profissionais da saúde.

Em abril, apuramos como era o procedimento nos hospitais e um deles era a Perinatal, onde Gioh teve seu bebê. Por lá, era permitido somente um acompanhante da gestante, que não poderia ficar transitando pelo hospital ou saindo e voltando da rua.

Entretanto, a dualidade entre as orientações seguidas pelas outras grávidas e a realidade de Giovanna fizeram com que o Instagram do grupo recebesse uma enxurrada de críticas de outras mulheres que tiveram o parto no mesmo local.

Absurdo! Eu liguei dias antes do meu parto, para me certificar se já estava liberado e a reposta que tive foi: não, devido a pandemia!”, relatou uma seguidora, alegando que contextualizou a maternidade sobre a fotógrafa ser a própria irmã com quem mora junto e, mesmo assim, a possibilidade ser negada. 

Outra mãe questionou o mesmo: “Eu não tive fotógrafo no parto, porque vocês não autorizaram. O que mudou de três semanas atrás pra cá? A pandemia passou?”.

Com os questionamentos que já se estendem para mais de dois mil comentários na última publicação do grupo, um story foi compartilhado com a nota oficial de posicionamento da maternidade sobre o assunto.

“A Perinatal informa que sua política atual de não autorizar a presença de fotógrafos na sala de parto está mantida. Um gestor de uma de nossas unidades abriu uma exceção e autorizou a entrada de um fotógrafo que apresentou um teste negativo para COVID-19, o que está em desacordo com nosso protocolo. O referido fato está sendo devidamente apurado para a adoção das devidas medidas disciplinares”.

O Bebê.com.br entrou em contato com a instituição, que preferiu, por meio de sua assessoria de imprensa, não se pronunciar mais sobre o caso.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s