12 nomes masculinos que ficam lindos na versão feminina

Francisca, Pietra, Teodora... Se vem menina por aí, não deixe de conferir as opções cheia de elegância e originalidade que separamos!

Na hora de escolher como o bebê irá se chamar, as inspirações podem vir de vários lugares: daquela artista ícone da música brasileira que você é fã, de alguma mulher forte que fez história pelo mundo, ou então de nomes considerados “antigos” que voltaram à moda nos últimos tempos.

Para os pais que aguardam a chegada de uma menina, uma outra ideia é consultar nomes cuja versão masculina é mais popular, mas que quando transformamos no feminino ficam ainda mais elegantes e cheio de força. Sem falar dos significados emblemáticos que cada um deles carrega, né? Difícil vai ser gostar só de um! Confere só a nossa seleção:

1. Filipa

A forma feminina de Filipo ou Filipe é um charme por si só! Ao buscarmos sua origem, encontramos duas palavras gregas, que juntas formam “a que ama cavalos” – um significado bastante simbólico se pensarmos que Filipa foi bastante comum na era medieval e inclusive deu nome a várias rainhas de países da Europa.

2. Antônia

“Aquela que floresce e tem valor inestimável”. Tem significado mais lindo que esse? 😍 Antônia deriva do latim “Antonius”, um nome de família romano que teve como representante mais icônico o imperador Marco Antônio. E olha que curiosidade bacana: além da variante Antónia, comum em Portugal, outros países também têm formas parecidas, como Antoinette, na França; Antonella, na Itália e Antonie na República Tcheca. 

3. Francisca

Mais uma versão feminina queridinha por nós! Ela apareceu pela primeira vez em registros ingleses do século XIII, através da variante italiana Francesca, e seu significado é quase literal, já que quer dizer “francesa” ou então “nascida na França”. Mas nada impede que a sua filha seja batizada com este nome mesmo nascendo no Brasil, viu? 😂

4. Alexandra

De origem grega, o nome carrega força tanto em sua pronúncia quanto em sua tradução, que significa “a defensora da humanidade”. Embora sua versão masculina tenha aparição na Bíblia, ela ficou mais popular por conta das conquistas do rei da Macedônia, Alexandre Magno. Ah, e para quem quiser anotar, o dia da santa Alexandra é festejado em 17 de junho!

5. Geórgia

A variação feminina de Jorge ganhou força na Inglaterra com a chegada de George I ao trono. Consultando a raiz da palavra, é possível encontrar que ela quer dizer “fazendeira” ou “a que lida com a terra”, e Geórgia também dá nome a dois territórios pelo globo: um estado norte-americano e um país na Europa central, conhecido por suas belas paisagens montanhosas.

6. Augusta

Originado do latim, o nome é símbolo de muito poder, caracterizando pessoas “sublimes” ou “consagradas”. E não à toa, visto que Augusto começou sendo utilizado como um título dado aos imperadores romanos, para que fossem lembrados como seres sagrados, quase como deuses na Terra. Que responsabilidade, hein?

7. Teodora

O significado deste nome é de tamanha delicadeza que representa justamente o sentimento das famílias ao ganharem o bebê. Isso porque Teodora vem do grego para “presente de Deus” ou então “dádiva divina”. ❤ É assim que foi chamada também uma das mulheres mais importantes do Império Bizantino, hoje venerada como santa pela Igreja Ortodoxa.

8. Alana

Não só uma ou duas, mas quatro origens podem estar associadas a este termo curtinho! A mais provável vem do celta, que significa “pedra”, em referência a um marco de conquista, mas também pode derivar de uma palavra gaélica, que traz consigo atributos da beleza e formosidade. Já no Havaí, a versão feminina de Alan quer dizer quem está sempre à frente.

9. Pietra

Embora o nome masculino seja bastante utilizado, sua forma feminina também faz sucesso entre os pais – inclusive, ela esteve no ranking dos 100 mais escolhidos para as meninas em 2019! Pietra deriva do grego “Pétros”, que, assim como o item anterior da lista, significa literalmente “pedra” ou “rochedo”. Pela característica de firmeza, o nome pode designar alguém que se destaca pela sua persistência e segurança.

Veja também

10. Guilhermina

A única opção germânica que separamos possui uma belíssima interpretação. Guilhermina junta dois termos alemães, formando algo como “protetora decidida” ou “protetora corajosa”. Apesar de pouco frequente no Brasil, o nome já foi inclusive dado a uma rainha dos Países Baixos, com notável importância na Segunda Guerra Mundial.

11. Micaela

Há quem diga que Micaela vem de Miguel, e outros apontam que seria de Michael. De qualquer forma, sua tradução é a mesma: “semelhante a Deus”. Bastante emblemático, hein? O nome hebraico ganha mais uma conotação religiosa quando lembramos de Santa Micaela, nascida na Espanha e cujo trabalho com as mulheres é bastante reconhecido pelos fiéis.

12. Eduarda

Encontrado pela primeira vez na Inglaterra no século IX, o nome vem da versão inglesa “Edward” e quer dizer “guardiã da riqueza”. No Brasil, Eduarda ganhou fama principalmente a partir dos anos 2000 e, curiosamente, o maior número de pessoas chamadas assim estão nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul.

(E se você não curtiu nenhuma destas sugestões, confira nossa ferramenta de nomes de bebês. O da sua filha vai estar lá! )

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s