O que fazer quando o bebê troca o dia pela noite

No começo, é normal ficar exausta por causa da rotina do pequeno. Veja como lidar com essa situação.

Por Redação Bebê.com.br Atualizado em 12 Maio 2017, 16h24 - Publicado em 1 jul 2015, 18h21

Meu filho já tem 8 meses e continua trocando o dia pela noite. Estou exausta!

“Até os 2 anos de idade, o bebê apresenta um sono muito diferente do sono do adulto, com um período de descanso maior e vários menores (as sonecas). O problema é que o período de sono maior nem sempre coincide com os horários da família. Menos frequentemente, distúrbios do sono em bebês podem ser originados também de insônia ou problemas respiratórios, como a apneia. Estes costumam se manifestar como ronco e agitação ao dormir, sonolência durante o dia e dificuldade para acordar. Esses casos precisam ser avaliados, investigados e tratados pelo pediatra. Já a insônia geralmente é desencadeada no bebê por hábito de alimentação noturna, estresse por algum problema de saúde e falta de limites (dificuldade de iniciar o sono, recusa da criança em ir para a cama na hora adequada, entre outros). A abordagem desse problema é comportamental, como com os adultos. É preciso observar os hábitos da família e a sua história, fazer adaptações e corrigir os hábitos inadequados, como horários irregulares. Os casos mais difíceis devem ser acompanhados pelo pediatra, e às vezes por psicólogo e neurologista”, aconselha Filumena Gomes, pediatra do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Publicidade