Horário de verão: 5 dicas para adaptar as crianças à mudança

Os filhos ainda estão dormindo tarde e acordando cedo? Entenda por que e como regularizar o sono da família e a rotina da casa!

Pode até parecer pouco, mas avançar o relógio em uma hora é o suficiente para bagunçar o cotidiano de algumas pessoas. E com os pequenos não é diferente! “Nem todo mundo sente, mas algumas crianças podem ter dificuldades para dormir porque o relógio biológico ainda está no horário de inverno”, comenta Luiz Renato Valério, pediatra do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba.

O tal relógio biológico, ou ciclo circadiano, fica atrapalhado porque depende em parte da claridade do dia para funcionar. “Nosso sono é induzido pela melatonina, hormônio que é regulado pela luminosidade”, aponta Juliana Rosis Dinato, pediatra e neonatologista do Hospital e Maternidade Santa Joana, em São Paulo.

Logo, se escurece mais tarde, demoramos mais para pegar no sono e, assim, levantar da cama se torna tarefa árdua. Para os recém-nascidos, isso não faz muita diferença, já que eles dormem a qualquer momento do dia. “Mas esse ciclo logo se estabelece, então bebês de poucos meses já podem sentir essa alteração”, comenta Juliana.

Tudo volta ao normal em até duas semanas, período que o corpo leva para assimilar a mudança. Mas, se a transição está difícil, estas táticas elencadas pelos especialistas podem ajudar:

1. Diminuir o ritmo à noite

A criança segue o comportamento dos adultos, então a ideia aqui é obedecer ao máximo os horários já estabelecidos em casa. Se a família costuma deitar às 21h30, por exemplo, no horário de inverno, deve ir para a cama às 21h30 no horário de verão. Para facilitar a chegada do sono, evite o uso de tablets e smartphones, assim como brincadeiras muito agitadas.

2. Estabelecer e respeitar o ritual de sono

Essa dica serve para a vida toda, mas aqui é especialmente valiosa. Antes de dormir, adquira hábitos que acalmam, como tomar um banho quente, ouvir músicas tranquilas, ler… Essas medidas ajudam a criança a relaxar.

3. Deitar um pouco mais cedo 

Para amenizar o incômodo, vale colocar os filhos na cama 15 minutos antes do horário convencional. “Melhor ainda se os pais começarem a fazer isso cerca de uma semana antes do horário de verão chegar”, conta Juliana. Fica a dica para o ano que vem!

4. Luz para despertar

Leve o bebê para tomar sol tão logo ele acorde. Se estiver frio ou nublado, deixe o máximo de luz natural entrar no ambiente. Assim, o corpo recebe uma ajudinha extra para entender que a hora de dormir já acabou.

5. O lado bom do horário de verão 

Vale pensar no lado positivo da mudança. “É recompensador o esforço da manhã, pois no fim do dia é possível usar o tempo extra de claridade para passar mais tempo com os filhos, fazer atividades ao ar livre e estimular a convivência em família”, completa Luiz.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s