Picadinhas do amor e trombofilia: 30 fotos de histórias de superação

A ideia é registrar os bebês perto das injeções que foram aplicadas durante todos os dias da gravidez. Emocione-se com os cliques.

Por Luísa Massa Atualizado em 29 jun 2020, 16h33 - Publicado em 11 Maio 2018, 11h22

Até onde você iria para dar à luz e ter o seu filho nos braços? As mulheres com trombofilia – uma condição caracterizada pela predisposição de formar coágulos e obstruir vasos – passam por alguns desafios durante a gravidez. “A pessoa pode ter trombofilia de origem genética, ou seja, ela recebe um gene que tem essa característica ou ela pode desenvolver durante a vida um quadro adquirido”, explica Alberto d’Auria, obstetra da maternidade Pro Matre Paulista, de São Paulo.

Segundo o especialista, entre os fatores que aumentam a incidência do problema estão as mulheres diabéticas, obesas, que tiveram algum tipo de tumor ou mesmo miomas que comprimiram os vasos sanguíneos. O fato é que a enfermidade merece atenção especial na gestação porque, se não for tratada com cuidado, pode levar ao abortamento.

  • “No início da gravidez, a mulher tem vasos bem pequenos e se eles sofrerem a ação da trombofilia e começarem a trombosar, não vão mais permitir a passagem de sangue para o bebê. Se, por acaso, essas microtromboses não forem suficientes para obstruir totalmente a passagem de sangue, nós teremos fetos que vão evoluir com restrição de crescimento”, aponta o obstetra.

    As mulheres que têm tendência ou apresentam o problema devem manter alguns cuidados específicos: investir em meias elásticas, ficar de olho na balança, evitar viagens de avião e permanecer muito tempo em uma posição, manter a hidratação e também usar anticoagulantes durante a gravidez e um tempo depois do parto – cerca de 40 dias ou até 6 semanas, dependendo do caso e da conduta médica adotada.

  • “Na maioria das vezes, o tratamento na gestação é feito por meio de injeções subcutâneas que são aplicadas no abdome (na região em volta do umbigo), no braço ou na face interna da coxa. Elas não são muito doloridas, mas precisam ser ministradas todos os dias. Eu recomendo que o pai da criança fique responsável por essa tarefa porque acho importante que ele participe desse momento”, afirma Alberto.

    Com acompanhamento de especialistas e tratamento adequado, o esperado é que a mãe e o filho fiquem bem. Para mostrar essa história de superação, algumas famílias têm adotado a prática de tirar fotos dos bebês perto das injeções, chamadas popularmente de “picadinhas do amor”. Também há mães que escolhem registrar esse momento especial ainda na gestação, celebrando a barriga. Reunimos imagens compartilhadas no Instagram que mostram exatamente isso. Confira e emocione-se! 

  • https://www.instagram.com/p/BiX3p0glqDh/?tagged=picadinhasdeamor

    https://www.instagram.com/p/BhXNDt8ALDK/?tagged=picadinhasdoamor

    https://www.instagram.com/p/Bajo4sUhR3i/?hl=pt-br&tagged=picadinhasdoamor

    https://www.instagram.com/p/BaUZDqyBGYg/?hl=pt-br&tagged=picadinhasdoamor

    https://www.instagram.com/p/BhW-FmmBM9t/?tagged=picadinhasdeamor

    View this post on Instagram

    As tais picadinhas do amor 💉❤️ Quem me conhece sabe que tenho trombofilia. Eu já sabia o que me esperava antes mesmo de engravidar.. meu obstetra sempre foi claro em relação a exames, as injeções e que eu seria uma gestante de risco ( apesar de eu sempre, desde o início, lidar como uma gestante normal.. fazendo tudo normalmente.. e tendo uma gravidez tranquila ) . Faço uso de clexane desde o dia que descobri que estava grávida.. tudo para que não acontecesse nada com o bebezinho que vinha crescendo em mim.! ( existem alguns riscos bem sérios para quem tem trombofilia e não faz uso desse medicamento… porém não gosto de ficar falando de coisas ruins e usando palavras tristes e fortes aqui no meu insta ) . Confesso que tomar agulhada na barriga, não me deixava muito confortável… mas a felicidade de estar grávida, me deixava mais calma.. 🤰🏼 . Optei por levar essas “picadinhas do amor” pelas mãos do meu marido! E foi a melhor coisa que fiz no mundo! Ele é super cuidadoso, quase nunca me deixou com marca roxa, e fazia de tudo para que eu sentisse a menor dor possível! Ele participa desde o início! ( Obrigada amor, vcê é tudo pra mim ) ❤️ . Falo que se fosse apenas por mim, não estaria resistindo a essas agulhadas diárias! Mas pela Isabella, aplicaria mais de 1x ao dia se necessário! 😊 Tudo por ela… e é pela pequenininha que vale a pena… forças que vão além de qualquer coisa, e um amor infinito. ❤️ . 📷 Rose Silveira . #boatarde #domingo #gestante #pregnant #30semanas #7meses #maedemenina #meumundorosa #clexane #picadinhasdeamor #tudoporela #princesasdopapai #Bella #trombofilia #trombofiliaegestacao #enoxaparina #muitoamor #felicidade #vida #familia #base #gratidão #blessed #goodtimes #positivevibes #letitbe

    A post shared by ᴛᴀʟɪᴛᴀ ᴄᴀʀʀɪᴄᴏɴᴅᴏ ✨ (@tata_carricondo) on

    https://www.instagram.com/p/BDdCLeJKA4y/?hl=pt-br&tagged=picadinhasdoamor

    https://www.instagram.com/p/BhUEXpKgIdT/?tagged=picadinhasdeamor

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade