Rafa Brites faz depoimento sobre “amor escatológico” no Instagram

Em texto divertido, a repórter revela uma grande transformação que a maternidade causou em seu comportamento.

Por Carla Leonardi 23 mar 2018, 12h15

Na última quinta-feria, 22, a repórter e apresentadora Rafa Brites compartilhou um texto em sua conta no Instagram que está agradando muito as mamães da rede social. Em um divertido depoimento cujo título é “Amor Escatológico”, ela revelou algo de seu comportamento que mudou completamente depois da maternidade: a relação com o nojinho de tantas coisas.

Não me considero uma pessoa fresca (….). Mas, sim, tenho um ponto fraco que me rendeu o apelido familiar em francês Madame Nojã, rsrsrs. Não posso com algumas coisas, detesto suar, se vejo alguém vomitar, vomito junto, encerro conversa discretamente com quem tem bafo e não sou daquelas que riem quando alguém solta um pum, fico p… da vida. Sou pshyco com cheiro, ando na bolsa com perfume, desodorante, enxaguante bucal, álcool em gel, chiclete. Acho que sofro de cheirofobia”, confessou Rafa. 

  • Há pouco mais de um ano, porém, a repórter se tornou mãe do pequeno Rocco, fruto de seu relacionamento com Felipe Andreoli e, como acontece na maternidade, muita coisa mudou. “Eis que virei mãe. E hoje minha alegria quando meu filho está suando é dar uma fungada no cangote azedinho suadinho dele. Cocô é recebido com elogios, nariz escorrendo limpo com minha própria mão e muitas vezes seco na minha calça jeans (quem nunca?)”, contou Rafa, admirada com a transformação que a chegada do filho causou.

    “Que loucura isso, né? Como pode? Fiquei isenta de qualquer frescura. Sigo comendo bolachinhas babadas que ele enfia na minha boca, cheirando o bafinho dele de manhã, a orelhinha com cera, chulézinho do mini pé… E digo mais, sinto sempre um cheirinho melhor que o melhor dos meus perfumes”, derreteu-se a mamãe. 

    Confira, a seguir, o post completo:

    View this post on Instagram

    Amor escatológico Não me considero uma pessoa fresca. Vc me verá de boa comendo um dogão na rua, sentada no chão da cozinha pra conversar, tomando uma cerveja em qualquer boteco… Mas sim tenho um ponto fraco que me rendeu o apelido familiar em francês Madame Nojã, rsrsrs. Não posso com algumas coisas,detesto suar, se vejo alguém vomitar vomito junto, encerro conversa discretamente com quem tem bafo e não sou daquelas que riem quando alguem solta um pum dou risada, fico p… da vida. Sou pshyco com cheiro, ando na bolsa com perfume, desodorante, enxaguante bucal, alcool em gel,chiclete. Acho que sofro de cheirofobia. Kkkk Eis que virei mãe. E hoje minha alegria quando meu filho ta suando é dar uma fungada no cangote azedinho suadinho dele. Cocô é recebido com elogios, nariz escorrendo limpo com minha própria mão e muitas vezes seco na minha calça jeans (quem nunca?)Semana passada ele estava meio ruim, peguei ele do berço e recebi 4 jatos quentinhos na cara, cabelo… se eu te disser que não recuei 1 cm, pelo contrário, o abracei e disse que ia passar, pra ele se acalmar. Fiquei uns bons 10 minutos toda vomitada, até que ele se acalmou e eu pude ir pro banho. Que loucura isso ne? Como pode? Fiquei isenta de qualquer frescura. Sigo comendo bolachinhas babadas que ele enfia na minha boca, Cheirando o bafinho dele de manhã, a orelhinha com cera, chulézinho do mini pé … E digo mais, sinto sempre um cheirinho melhor que o melhor dos meus perfumes….

    A post shared by Rafa Brites (@rafabrites) on

    Continua após a publicidade
    Publicidade