Quando virar o bebê para frente na cadeirinha do carro?

Kim Kardashian recebeu uma avalanche de críticas pela posição de seu filho na cadeirinha veicular. Mas ela não estava errada! Entenda por quê.

Em junho, a socialite norte-americana Kim Kardashian postou uma foto bem fofa de seu caçula, Saint West, no banco de trás do carro. Mas não demorou muito até que chegassem os comentários dizendo que o certo seria o bebê de um ano e meio estar virado para trás.

“Ele é tão fofo, vamos proteger esse lindo garoto nos assegurando que ele esteja virado de costas”, comentou uma usuária. A repercussão foi tanta – a foto tem mais de 1.800 comentários no Facebook de Kim – que a mãe teve que vir a público dois meses depois, para explicar que não havia nada de errado com o retrato.

“As pessoas comentam, mas não sabem que Saint tem a idade e o peso adequados para essa posição. Acredite se quiser, ele é mais pesado que North!”, comenta Kim no vídeo recentemente divulgado, comparando o caçula com a filha mais velha, que já tem quatro anos.

A Associação Americana de Pediatria (AAP) recomenda que as cadeirinhas que ficam de costas para o banco da frente sejam utilizadas até os dois anos de idade ou até atingirem o peso e a altura máximas descritos pelo fabricante.

“A cadeirinha tem um peso máximo que deve ser respeitado, assim como o tamanho da criança, caso contrário, pode representar um risco maior em caso de batida”, comenta Gabriela Guida de Freitas, coordenadora da ONG Criança Segura.

“No caso do bebê da Kim, como ela mesmo disse, se ele já tem o peso e a altura desejados, a cadeirinha virada para frente é a mais adequada para ele, embora seja preciso conhecer o manual de fabricação do produto utilizado por ela para afirmar”, opina a especialista.

 (Reprodução/Facebook Kim Kardashian)

O jeito certo de passear de carro

Aqui no Brasil, os dispositivos do tipo bebê-conforto, que ficam posicionados de costas, são recomendados para crianças de até um ano ou 13 quilos. O limite pode variar conforme a cadeirinha utilizada.

“A posição é ideal para os bebês, pois a coluna e o pescoço não suportariam o peso exercido pela cabeça durante uma colisão se ele estiver de frente para o movimento”, comenta Gabriela. Por isso, a recomendação é que o pequeno viaje dessa maneira até o máximo de tempo possível.

Além do peso, a altura também importa! Se o topo da cabeça passa da altura do bebê-conforto, sinal de que ele estará mais protegido na cadeirinha, onde sentará até os quatro anos de idade – ou até atingir o peso máximo indicado nas especificações do equipamento.

O que não fazer

Levar bebês no colo está terminantemente proibido. “No momento da batida é impossível segurar a criança no banco e ela acaba sendo projetada para frente ou até mesmo para fora do veículo”, alerta Gabriela.

O cinto de segurança sozinho, sem a cadeirinha, também é perigoso para os pequenos. “Eles são projetados para pessoas com mais do que 1,45m, pois assim só passa nas partes fortes do corpo: centro do ombro, meio do peito e quadril”, ensina a especialista.

Mesmo a cadeirinha oferece riscos se as instruções de utilização não forem seguidas à risca. “Mas se instalada e usada corretamente, ela reduz em até 71% o risco de morte em caso de colisão”, destaca Gabriela.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s