Preta Gil: “Minha neta me permite praticar todas as minhas desconstruções”

Sol, de apenas quatro anos, tem sido uma experiência especial para a cantora de ver um ser humano crescendo mais livre do que ela foi.

Antes mesmo de todo o movimento body positive que tem ganhado cada vez mais força na internet, Preta Gil já marcava presença nos palcos como uma mulher negra e gorda, quebrando padrões, enquanto mostrava muito talento no gogó. Influência positiva sobre outras mulheres que enfrentam os mesmos preconceitos que ela, a cantora revelou em um bate-papo com o Bebê.com.br, que tudo começou dentro de casa e que continua em formação com a neta Sol, de quatro anos.

“A Sol me dá a oportunidade de eu colocar em prática todas as minhas desconstruções e reconstruções. Ela me dá a oportunidade de tentar formar um ser humano mais livre do que eu fui, do que minhas amigas foram. É muito lindo, depois de tudo que eu vivi e de tudo que passei, eu hoje poder ajudar – porque eu sou avó, eu não sou mãe. Eu não crio, eu colaboro na educação dela, que é primordialmente feita pela mãe e pelo pai. Mas eu poder colaborar com as minhas experiências, com as minhas vivências, com as minhas dores”, declarou a cantora durante a gravação do novo comercial de Carnaval da Salon Line, em Salvador.

Enquanto era maquiada para gravar, perguntamos a ela como o processo de aceitação como uma mulher gorda ajudava na criação de Sol, fruto do relacionamento de Francisco Gil e a modelo Laura Fernandes.

Com muito amor e admiração pela neta, Preta Gil mostrou como Sol, com apenas quatro anos, tem dado aula de como lidar naturalmente com assuntos que ainda são tabus para muitas pessoas.

“Eu fico chocada com ela. Ela já é um ser humano melhor do que eu. A coisa da sexualidade, da normatização de relações homoafetivas, isso para mim é igual a minha educação. Eu fui educada assim. Para ela é muito natural as duas tias estarem juntas, beijar na boca e falar… Eu amo quando ela fala: tio Pabllo [Vittar] é menino e se veste de menina. É tão lindo você ver uma menina de quatro anos falar sobre isso com naturalidade”, declarou a avó.

Além da admiração pelo jeito natural de Sol diante de questões complexas, Preta também comentou sobre o respeito que tem pela forma como a alimentação da neta foi construída. “Ela era vegana, mas agora não é mais porque ela come ovo e também já tomou leite. Mas nunca comeu carne vermelha e não tem a menor vontade. Frango? Ela tem pena. E isso é uma coisa que os pais a educaram. Acho uma evolução uma criança poder ser criada no vegetarianismo”.

A cantora se vê inspirada a tentar diminuir o consumo de carne também, mas confessa que não é fácil. “A Sol é um desafio para mim. Quando eu estou com ela e sei que ela não pode comer nada disso, eu vejo que eu melhoro meus hábitos e isso é muito bacana, porque eu acho uma coisa absolutamente desnecessária a quantidade de carne que eu como. Estou em um nível que eu tento diminuir, mas ainda não consigo tirar”, finalizou Preta Gil.

 Já conhece nosso podcast? Dá o play! 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s