Por que Meghan Markle provavelmente não será madrinha do príncipe Louis

A duquesa de Sussex não aparece entre os nomes mais cotados pelas casas de apostas. Entenda o motivo!

Desde que Kate Middleton e príncipe William anunciaram que o batizado do caçula, Louis, acontecerá no dia 9 de julho, especulações não faltaram a respeito de quem os duques de Cambridge irão escolher para serem os padrinhos de seu terceiro filho.

Para quem imaginava que a nova integrante da família real, Meghan Markle, pudesse ser a eleita, as casas de apostas inglesas indicam que isso é bem improvável. A duquesa de Sussex aparece com uma probabilidade de apenas 7%. Nem mesmo o tio, o príncipe Harry, é padrinho dos pequenos George e Charlotte.

Ao batizar o primogênito, por exemplo, Kate e William optaram por amigos e pessoas próximas ao casal. Na verdade, George tem sete padrinhosZara Tindall, prima do príncipe William; Oliver Baker, que estudou na Universidade St. Andrews com William e Kate; Emilia Jardine-Paterson, amiga próxima da duquesa de Cambridge; Earl Grosvenor, filho do duque e da duquesa de Westminster, madrinha de William; Jamie Lowther-Pinkerton, ex-secretário privado do pai de George; Julia Samuel, que era amiga da princesa Diana; e William van Cutsem, amigo de longa data do duque de Cambridge.

Quando foi a vez de Charlotte, eles não elegeram ninguém da família real – a pequena tem dois padrinhos a menos que seu irmão mai velho. São eles: Sophie Carter e James Meade, amigos de Kate e William; Adam Middleton, primo da duquesa de Cambridge; Laura Fellowes, prima do príncipe William; e Thomas van Straubenzee, amigo próximo do duque.

Com George e Charlotte, William e Kate privilegiaram amigos e seus funcionários, em vez de membros próximos da família. As probabilidades sugerem que o mesmo acontecerá com o príncipe Louis”, afirmou Jessica Bridge, da casa de apostas Ladbrokes, em um comunicado.

De acordo com Ladbrokes, os nomes mais cotados para o posto são o de Tiggy Pettifer, ex-babá e assistente de William e Harry; Miguel Head, que em breve deixará o cargo de secretário pessoal de William, e Laura Lopes, filha de Camilla, a mulher do príncipe Charles. As chances deles estarem entre os padrinhos é de 50%, 80 e 33%, respectivamente.

O top 5 dos candidatos inclui, ainda, Rebecca Priestley, ex-secretária particular de Kate, com 25% de probabilidade; e David Jardine-Patterson, marido de Emilia, amiga de Kate que é madrinha de George, com 20%.

Enquanto a cerimônia não acontece na Capela Real do Palácio de St. James, em Londres, o jeito é aguardar para saber quem, de fato, serão os escolhidos de Kate e William.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s