O discurso desta mãe com vitiligo merece sua atenção

Josi deu uma verdadeira aula depois de receber críticas sobre a doença. "Eu sou grata por ser uma mulher negra que pode cuidar e criar do próprio filho"

Fotografias de mães amamentando os seus filhos estão cada vez mais populares. A tendência dos registros do tipo “árvore da vida”, inclusive, voltaram a viralizar recentemente, como parte de uma iniciativa para naturalizar o processo de aleitamento materno. Um passo importante para vencer este tabu, né mamães?

Além das selfies, algumas famílias apostam em sessões de fotos mais elaboradas, feitas por profissionais – e igualmente lindíssimas. Este foi o caso da norte-americana Jesi Taylor Cruz. A jornalista e doula posou com a filha Io no colo e chamou a atenção não só pela fofura da pequena, mas também por um atributo físico de seu corpo: o vitiligo.

A doença é caracterizada pela perda da coloração da pele, que gera as manchinhas brancas características. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as lesões dermatológicas são formadas pela diminuição ou ausência de melanócitos (células responsáveis pela formação da melanina) nos locais afetados.

Assim que Jesi divulgou o clique em suas redes, choveram elogios. “Você é tão bonita. E sua doce bebê também. Continue brilhando com sua luz e ela alcançará todo o ódio que habita o mundo. Você é perfeita do jeito que é”, postou uma internauta.

Porém, como tudo o que repercute na internet, a postagem da jornalista também recebeu comentários bastante negativos. Mas a mãe não deixou as manifestações de ódios passarem em branco. Jesi compartilhou outra foto com Io e, desta vez, abriu o seu coração na legenda. Garantimos: o discurso fala sobre temas importantes e vale a pena ser lido.

View this post on Instagram

The nursing photo of me, taken by the incredible photographer @sophiekietzmann , went viral recently (especially after @milano_alyssa shared it) and I want to clear a few things up because I don’t have the patience (or energy) for people’s ignorance. 1) yes, I have the skin disorder that Michael Jackson had but I chose not to use the cream that completes the de-pigmentation process, so my skin has some white patches. It’s not contagious! And it can happen to ANYONE at anytime. It’s called #vitiligo. 2) I think fed is best! Whatever you can afford, and whatever is best for your family is up to you! As long as you feed your child, that’s what matters! 3) I did not harm my child taking the photo and I do not harm my child ever. I’m a vocal advocate for mindful parenting. I was also violently abused as a child so I am 100% against child abuse in any form. The photo was taken in a safe environment. One day, if my child is upset about the photo, I will explain to them why I took the photo and why I posted it online. And that reason is because 4) the majority of my ancestors, even the ones who lived in the 19th century, were enslaved. The women were raped and bred and couldn’t raise their own children because they were sold into slavery. Some were forced to nurse and raise master’s children. I am thankful to be a Black femme who can nurse and raise their own child. A few generations ago that wouldn’t be possible. I’m a Black mom with vitiligo who nurses their child. I want to #normalizebreastfeeding and normalize vitiligo in the media because there is so much misinformation out there about both. I’m also a journalist, you can find my writing online and if you google my name I’ve been a part of multiple campaigns. My child is loved, healthy, and is so happy. So safe. Here’s a message to the thousands of strangers who are worried about me or my child: we’re fine. And if my child has questions/concerns in the future, we have access to resources that can help. I don’t have measles or a flesh eating virus but even if I did no one would have the right to shame us or be mean. Do you. We’ll do us. I wish you well. I want nothing but good health and safety for you. Blessed be🌙✨

A post shared by Jesi Taylor Cruz (@moontwerk) on

“A minha foto amamentando, tirada pela incrível fotógrafa @sophiekietzmann, viralizou recentemente (especialmente depois que a @milano_alyssa compartilhou) e eu quero esclarecer algumas coisas, porque não tenho paciência (ou energia) para a ignorância das pessoas.

  1. Sim, eu tenho a doença de pele que o Michael Jackson tinha, mas eu escolhi não usar o creme que preenche o processo de despigmentação, então minha pele tem algumas manchas brancas. Não é contagioso! E pode acontecer com QUALQUER pessoa em qualquer momento. Se chama Vitiligo.
  2. Eu acho que alimentar é o melhor! O que você puder fornecer, e o que for melhor para a sua família, cabe a você! Desde que você alimente sua criança, isso é o que importa!
  3. Eu não machuquei minha criança ao tirar a foto e não machuco ela nunca. Eu sou uma defensora da paternidade consciente. Eu fui abusada violentamente quando pequena, então sou 100% contra qualquer tipo de abuso infantil. A foto foi tirada em um ambiente seguro. Um dia, se minha filha estiver incomodada com a foto, eu explicarei por que foi tirada e por que postei na internet. E a razão é que…
  4. A maioria dos meus ancestrais, até mesmo os que viveram no século 19, foram escravizados. As mulheres eram estupradas e engravidadas e não podiam criar os seus próprios filhos, porque eram vendidas pelo sistema de escravidão. Algumas delas eram forçadas a cuidar dos filhos de seus donos. Eu sou grata por ser uma mulher negra que pode cuidar e criar do próprio filho. Algumas gerações atrás isso não seria possível. Eu sou uma mãe negra com vitiligo que cuida da própria criança. Eu quero normalizar a amamentação e normalizar o vitiligo na mídia, porque tem tanta desinformação por aí sobre os dois. Eu também sou uma jornalista, você consegue encontrar meus textos online e se você der um ‘google’ no meu nome achará várias campanhas que participei. Minha criança é amada, saudável, e tão feliz. Tão segura. Essa é uma mensagem para os milhares de estranhos que estão preocupados comigo ou com minha filha: nós estamos bem. E se minha filha tiver questões ou preocupações no futuro, nós temos acesso aos recursos que podem ajudar. Eu não tenho sarampo ou outro vírus, mas mesmo se eu tivesse ninguém teria o direito de nos envergonhar ou de ser cruel. Faça o seu. Nós faremos o nosso. Te desejo o melhor. Quero nada menos que saúde e segurança para você. Abençoado seja 🌙✨.”
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s