8 dicas para economizar nas viagens em família

Blogueira experiente nas aventuras com os filhos divide com a gente as dicas para se divertir nas férias sem gastar rios de dinheiro. Confira!

Presentes, rematrícula da escola, passeios para entreter os pequenos… Ufa! O fim de ano costuma pesar, especialmente no bolso de quem viaja em família. Para dar uma mãozinha e deixar as férias mais leves, conversamos com a blogueira Patricia Papp, curitibana que cai na estrada com as duas crias desde que elas eram bebês e compartilha tudo no Eu Viajo com Meus Filhos. Vamos às dicas!

1. Utilize transporte público

Pesquise se a cidade onde está indo oferece uma boa rede de transporte público para evitar os táxis. Em algumas capitais, especialmente fora do país, há cartões que valem por várias viagens de metrô, por exemplo, mas tem dias certos para usá-los. Se quiser conhecer cidades ou praias vizinhas, considere alugar um carro ao invés de fazer pacotes com empresas de turismo.

2. Faça uma refeição reforçada

Aproveite o que o hotel oferece mesmo que a família não tenha o hábito de tomar café da manhã em casa. Se estiverem em um imóvel alugado, vale comprar frutas, pão, frios, leite, ovos e outros alimentos que garantam energia para os passeios do dia e evitem paradas para comer.

3. Leve lanchinhos para a rua

Não tem jeito, um dos principais gastos em viagem é com comida. Por isso, não se esqueça de levar petiscos para as crianças na bolsa, frutas, sucos em garrafinhas e sanduíches que resistam fora da geladeira. Assim o dinheiro pode ficar para um sorvete especial no fim do dia, por exemplo, e não para forrar o estômago.

4. Escolha restaurantes fora da rota turística

Chegou a hora do almoço? Fuja das grandes placas e propagandas. Os lugares menores e mais frequentados pela população local costumam oferecer preços mais atrativos. Ah, e veja se o lugar oferece o famoso prato feito, que sai mais em conta.

 E para as próximas viagens…

5. Considere alugar um imóvel

Além de oferecer espaço para cozinhar, o que também impacta no custo da viagem, pode sair mais barato alugar um imóvel do que ficar em um hotel. Coloque na ponta do lápis o número de pessoas, possíveis gastos com comida e procure não só em aplicativos como o AirBnB, mas em sites locais e indicações de amigos.

6. De olho nas promoções

Comece a monitorar o preço das passagens aéreas cerca de seis meses antes de comprar de fato, em diferentes dias da semana, para ver se há muita flutuação de preços. Aos sábados e domingos, as companhias costumam oferecer promoções. E compre com antecedência, claro!

7. Milhas para que te quero

Concentre a maior parte de seus gastos cotidianos no cartão de crédito. Essa exige alguma organização, mas se você gosta de viajar, vale a pena. É que os pontos depois viram milhas aéreas que podem ser convertidas em passagens até de graça.

8. Veja se vale a pena ir de carro

Se a oportunidade de comprar a bons preços passou, calcule o custo de ir dirigindo. Mesmo se o destino final for longe, não se assuste. Programe paradas pelo caminho que incluam atividades que as crianças gostem, como pontos turísticos com parquinhos gratuitos e por aí vai.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s