7 dicas para tornar a viagem de avião com bebês e crianças mais tranquila

Especialistas dão dicas para os pais lidarem com os filhos durante o voo e chegarem ao destino sem estresse. Confira!

Organizar uma viagem com crianças nem sempre é uma tarefa fácil – principalmente quando o trajeto será feito de avião. Aí, além da preocupação com as malas e com a lista infinita de itens que devem ser incluídos na bagagem, os pais ficam com uma série de dúvidas sobre como garantir o bem-estar do pequeno. Afinal, é melhor escolher o voo noturno ou diurno? É necessário falar com o pediatra? O que fazer para entreter o bebê? E se ele reclamar de dor no ouvido? Conversamos com especialistas que solucionaram estas e outras questões. Antes de fazer o check-in, confira as nossas dicas e boa viagem!

1. Atenção ao horário

DZM/Thinkstock/Getty Images DZM/Thinkstock/Getty Images

DZM/Thinkstock/Getty Images (/)

Viajar durante o dia ou à noite é uma dúvida frequente entre os pais. “O ideal é interferir o mínimo possível na rotina da criança. O desgaste é menor nos voos noturnos”, orienta Thiago Gara, pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, de São Paulo. Ainda assim, é importante analisar a personalidade do pequeno e a rotina em que ele está habituado. “Bebês que se distraem facilmente com brinquedos e tiram cochilos extensos durante o dia podem encarar voos diurnos tranquilamente. Já os noturnos são indicados para as crianças que têm hábitos estruturados, dormem a noite inteira e não estranham o fato de adormecer em locais diferentes”, explica a enfermeira obstetra Cinthia Calsinski. Se possível, leve esses fatores em consideração antes de comprar as passagens.

2. Ofereça alimentos ou leite materno na decolagem e no pouso

Stas_Uvarov/Thinkstock/Getty Images Stas_Uvarov/Thinkstock/Getty Images

Stas_Uvarov/Thinkstock/Getty Images (/)

Os pequenos podem reclamar ou dar sinais de que estão incomodados com a pressão nos ouvidos. Segundo Flavia Oliveira, pediatra e neonatologista da Clínica MedPrimus, de São Paulo, as mamães podem amamentar os bebês nesses momentos para amenizar possíveis desconfortos. “Para as crianças maiores, o mais prático é oferecer bala de goma ou chiclete, pois o movimento mastigatório reverte a sensação de pressão”, aconselha o pediatra Thiago Gara. Caso os pais percebam que essas medidas não aliviaram os incômodos, eles devem conversar com o pediatra para que ele analise se há necessidade de receitar algum remédio na próxima vez.

3. Leve o seu filho ao pediatra antes da viagem

Dangubic/Thinkstock/Getty Images Dangubic/Thinkstock/Getty Images

Dangubic/Thinkstock/Getty Images (/)

Não se esqueça de marcar uma consulta com o médico que acompanha o pequeno e aproveite para tirar todas as suas dúvidas. “Os pais receberão orientações sobre vacinas, hidratação, protetores solares, proteção para queimaduras de neve, alimentação e outras dicas relacionadas com a viagem”, comenta Thiago. A pediatra Flavia Oliveira também reforça essa questão: “Sempre avise o médico sobre viagens, principalmente para o exterior. Orientações gerais e até uma farmacinha de emergência são úteis para evitar problemas futuros”, garante.

4. Tome cuidado com os enjoos

Radist/Thinkstock/Getty Images Radist/Thinkstock/Getty Images

Radist/Thinkstock/Getty Images (/)

Durante os voos, as crianças também podem sentir náuseas. Por isso, o ideal é que os pais levem a bordo alguns itens para ajudar o filhote. “Inalação com soro é sempre bem-vinda. Assim como outras medidas, como analgésicos ou medicações prescritas pelo pediatra de confiança”, esclarece Thiago Gara.

5. Fique de olho na alimentação

Vsurkov/Thinkstock/Getty Images Vsurkov/Thinkstock/Getty Images

Vsurkov/Thinkstock/Getty Images (/)

Para não haver imprevistos, cheque antes no regulamento da companhia aérea se é permitido levar alimentos na mala de mão. A enfermeira obstetra Cinthia Calsinski destaca que as comidas do avião costumam ter excesso de conservantes, então, a atenção deve ser redobrada. “Levar alimentos que a criança já está familiarizada ajuda a ter uma viagem mais tranquila, mas sempre confira se isso é possível”, orienta a pediatra Flavia Oliveira. Comidinhas caseiras são sempre boas alternativas, assim como algumas opções industrializadas que o pequeno já tenha experimentado eventualmente, pela praticidade de levar a bordo.

6. Explique e entretenha a criança

Nadezhda1906/Thinkstock/Getty Images Nadezhda1906/Thinkstock/Getty Images

Nadezhda1906/Thinkstock/Getty Images (/)

Se o seu filho for maior, converse com ele antes da viagem, fale sobre o voo e as regras que existem dentro do avião. Para Flavia Oliveira, o comportamento dos pais é essencial nessa hora: “A postura firme é extremamente importante. Não só em uma situação como essa, mas na educação como um todo”, explica. Thiago Gara também afirma que brincar, colocar filmes e até andar pelo avião de vez em quando são medidas que ajudam a reduzir a ansiedade da criança. Na bolsa de mão, leve alguns brinquedos e livrinhos para entreter o pequeno durante a viagem.

7. Passe tranquilidade para o seu filho

Thinkstock/Getty Images Thinkstock/Getty Images

Thinkstock/Getty Images (/)

Muitas vezes, os pequenos sentem que os pais estão aflitos com a situação, o que pode acabar provocando uma tensão ainda maior. “De nada adianta todos os preparativos se a mãe e o pai estão nervosos e estressados com a viagem. Bebês e crianças são muito reativos às nossas emoções, portanto, relaxe e confie que tudo dará certo”, orienta Cinthia Calsinski. Por fim, a pediatra Flavia Oliveira afirma que os pais não devem ficar frustrados se as coisas não saírem exatamente como eles tinham planejado: “Viajar com crianças é menos estressante se os adultos entenderem que exceções podem e devem ser feitas nesse tipo de situação. Se o seu filho não for dormir ou comer nos horários de costume, não se preocupe, pois na volta você irá retomar a rotina de antes”, recomenda. Aproveite o passeio para curtir a família e se divertir com o filhote!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s