Após 19 perdas gestacionais, mãe dá à luz bebê com mais de 6kg

Apesar de passar por uma série de abortos de repetição, Cary Patonai trouxe ao mundo um bebê que pesava mais que o dobro de um recém-nascido.

Por Isabelle Aradzenka Atualizado em 1 nov 2021, 15h29 - Publicado em 21 out 2021, 15h31

A perda gestacional é um momento delicado na vida dos pais. E mais ainda quando se torna recorrente, em que a esperança da família em ganhar um novo membro pode ir se apagando aos poucos.

Apesar disso, o aborto de repetição não é uma situação definitiva e, mesmo em mães que passaram por perdas gestacionais seguidas, há diversas chances de ocorrer uma gravidez saudável, como foi o caso de Cary Patonai.

A norte-americana de 36 anos já tinha dois pequenos, um de 10 e outro de 2 anos. Entre as gravidezes, ela passou por dezessete perdas gestacionais e, após o nascimento do segundo filho, enfrentou mais duas. De todas as dezenove perdas, duas eram de gêmeos.

Apesar dos momentos difíceis, Cary pôde levar mais uma gestação até o fim e a família Patonai comemorou a chegada do terceiro menininho.

View this post on Instagram

A post shared by Cary Patonai (@boogsta369)

No entanto, a gestação deste terceiro filho foi um pouco diferente para a mãe pela rapidez que a criança (e a barriga) cresceu. “Estava acostumada a carregar bebês grandes, mas este estava em outro nível. Chegou a um ponto em que eu mal conseguia me mover. Eu geralmente levava 30 minutos para me recuperar de um banho”, esclareceu Cary em entrevista ao portal norte-americano Today Parents.

A família teve uma grande surpresa quando o bebê Finnley veio ao mundo duas semanas antes do previsto (no dia 4 de outubro) e mesmo assim pesava cerca de 6,5 kg, o dobro de um recém-nascido médio.

Continua após a publicidade

Um momento de emoção para a família

A equipe médica, assim como os pais e os irmãos de Finnley, ficaram totalmente chocados (e felizes) com o tamanho do recém-nascido. Após o nascimento, o bebê não cabia nem nas fraldas disponibilizadas pelo hospital e precisou vestir roupinhas de uma criança de 9 meses.

“Ele era uma pequena celebridade no hospital. O obstetra que fez a cesariana disse que em 27 anos nunca tinha visto um recém-nascido daquele tamanho. Houve muita emoção na entrega”, revelou a mãe ao Today Parents.

View this post on Instagram

A post shared by Cary Patonai (@boogsta369)

Depois do primeiro encontro, ao começar a rotina, Cary ainda percebeu que Finnley consumia mais que o dobro de leite de um bebê tradicional, mas tinha uma ótima rotina de sono para felicidade dos pais.

A família do Arizona ainda está deslumbrada com o pequeno e desfrutando da alegria que ele trouxe para a casa. “Nossa família finalmente está completa. Ele é absolutamente perfeito”, afirmou a mamãe.

Continua após a publicidade

Publicidade