7 dicas para economizar ao montar o quarto do bebê

Não é necessário gastar um alto valor para ter um cantinho prático e aconchegante. Veja o que uma designer de interiores sugere antes de ir às compras!

Escolher cada móvel e item de decoração para montar o quarto do bebê é uma atividade prazerosa, mas demanda planejamento para não ver o orçamento apertado ao longo dos nove meses. Afinal, além do cantinho do seu filho, você ainda terá que desembolsar uma boa quantia com enxoval, fraldas, itens de puericultura… Mas calma! Existem alguns truques para que o investimento inicial na montagem do quartinho valha a pena.

A designer de interiores Graziela Garavati dá algumas dicas essenciais para ajudar os papais que estão passando por esse momento delicioso de escolher berço, trocador, enfeites… Mas sem muito dinheiro disponível para gastar. Confira e inspire-se!

1. Escolha móveis 2 em 1

“É interessante trabalhar com móveis que sejam versáteis”, opina a designer de interiores, que sugere um berço que vire minicama ou uma cômoda com espaço para trocador em cima. Ao optar por itens como este, você pode até gastar um pouco mais no início das compras, mas estará economizando no futuro, já que não vai precisar comprar um segundo móvel – como a pequena cama – quando seu bebê crescer um pouco.

2. Tenha cuidado com a segurança

Já dizia o ditado: o barato sai caro. Graziela lembra que principalmente por se tratar de crianças, a segurança deve estar em primeiro lugar na lista de requisitos dos pais. Por isso, ela alerta: “O principal é ter móveis ergonômicos. Procure sempre opções com certificados de segurança”.

Veja também

 (urfinguss/Thinkstock/Getty Images)

3. Preocupe-se com a parede do quarto

É muito comum usar papéis de parede superfofos, com personagens e padrões para bebês, mas essa não é uma opção inteligente quando se trata de economizar. A sugestão da designer é abrir mão de estampas e escolher uma cor lisa para as paredes. Assim, você pode usar itens específicos na decoração e trocar sempre que for necessário. Outra dica que ela dá é optar sempre por papel de parede vinílico ou tinta lavável. Desse modo, se a criança riscar ou sujar a parede, você não precisa repintar e gastar dinheiro novamente.

4. Faça uma decoração dinâmica

O segredo para ter um quartinho sempre diferente, sem gastar muito, é investir em uma decoração que possa sempre ser trocada com facilidade, explica Graziela. Ela sugere o uso de adesivos que possam ser removidos com praticidade, quadrinhos cujo desenho interior também possa ser trocado e ainda dá outra ideia: “Na hora de fazer o quarto, instale prateleiras – que são baratas – de cores e formatos diferentes, de forma assimétrica. Depois, é só completar com a decoração preferida”.

 (zuzulicea/Thinkstock/Getty Images)

5. Abra mão do guarda-roupa

Esta é uma sugestão para quem realmente já está no vermelho, sem recursos para decorar o quarto: se precisar abrir mão de algum dos móveis, esqueça o armário! As roupinhas iniciais do bebê são pequenas e cabem muito bem em uma cômoda um pouco maior. Dessa maneira, você pode esperar e guardar dinheiro para comprar um armário apenas quando seu filho estiver mais crescidinho.

6. Invista em uma boa cômoda

A designer de interiores considera a cômoda um dos itens de mobiliário mais importantes no dormitório do bebê. Isso porque ela pode ser utilizada para guardar roupas, acessórios variados e ainda servir de trocador. Se investir no móvel certo, ele pode ser muito duradouro, como diz Graziela: “Não precisa ser uma cômoda tradicional, pode ser maior para servir para um quarto de bebê, de criança e até de um adolescente. No começo, usa como trocador, depois, vira uma escrivaninha”.

7. Faça em casa alguns itens de decoração

Por fim, Graziela dá uma dica bem conhecida para quem sempre está procurando economizar: fazer os próprios enfeites em casa! Existem algumas opções superfáceis de fazer, entre elas, os quadrinhos: basta comprar uma moldura simples e imprimir o desenho desejado. Outra sugestão é utilizar os próprios brinquedos da criança – como bonecos ou bichinhos de pelúcia – como decoração. Basta colocá-los em prateleiras de forma harmônica.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s