O que é constrangedor? Rafa Brites publica vídeo para protestar

A repórter usou as redes sociais para questionar a declaração dada por um juiz em um caso de estupro.

Na última terça-feira, 29, um homem assediou uma mulher dentro de um ônibus que passava pela Avenida Paulista, em São Paulo. Ele ejaculou no pescoço da vítima, que ficou em estado de choque e precisou ser amparada pelos passageiros. O acusado foi levado pela polícia e, apesar de ter cinco passagens por suspeita de estupro, recebeu liberação em menos de 24 horas.

O juiz responsável pelo caso, José Eugenio do Amaral Souza Neto, deu uma justificativa ~no mínimo~ polêmica: “Entendo que não houve constrangimento tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado”

A afirmativa dele tem sido rebatida com frequência nas redes sociais e vários artistas – como Fernanda Lima e Ivete Sangalo – se pronunciaram defendendo os direitos das mulheres. Nesta sexta-feira, 1, foi a vez de Rafa Brites usar o seu perfil no Instagram para fazer uma declaração.

A repórter do programa Vídeo Show, da Rede Globo, compartilhou um vídeo jorrando gotas de leite materno na câmera. “E isso é constrangedor… Acordem Josés!”, escreveu a mãe de Rocco na legenda.

View this post on Instagram

E isso é constrangedor…. Acordem Josés!

A post shared by Rafa Brites (@rafabrites) on

Rafa relacionou o fato da amamentação em público ainda ser tabu em pleno 2017, enquanto episódios de assédio contra mulheres não recebem sequer a importância necessária das autoridades. Já a apresentadora Eliana e as atrizes Thais Fersoza e Samara Felippo postaram mensagens para reforçar como a visão da sociedade é distorcida.

Vale lembrar que, em junho deste ano, uma mãe foi humilhada por amamentar o filho em uma piscina nos Estados Unidos e, em abril, Kelly Key recebeu críticas por dar o peito para o caçula Artur em um restaurante. Uma pesquisa realizada no mundo todo em 2015 mostrou que o Brasil é o país onde as mulheres mais são criticadas por amamentar em público. Até quando viveremos essa realidade?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s