Mãe posta foto de colação de grau amamentando e “quebra” a internet

O registro emocionante foi feito no Rio Grande do Norte e inspirou mulheres do país todo. Confira a história de superação por trás do viral!

Ísis do Santos, moradora de Natal/RN, compartilhou ontem no Facebook um registro memorável de sua colação de grau no curso técnico de Estética. Ela posou para a clássica foto de beca amamentando a filha Paolla, de 2 anos e meio. O clique rapidamente fez sucesso, e já conta com mais de 40 mil compartilhamentos e 16 mil likes na rede social.

Em entrevista ao Bebê.com.br, a mãe diz que o ensaio teve significado especial. “No dia das fotos com a turma, minha filha ficou doente e, pouco tempo depois, minha mãe teve um AVC e passou cinco dias na UTI. Logo que ela melhorou, marcamos a sessão de fotos com toda a família, que me apoiou desde o início da gravidez”, relembra Ísis, que é mãe solteira.

É o encerramento de um ciclo de dedicação intensa. “Tive muita dificuldade em conciliar os estudos com o trabalho e os cuidados com a Paolla, e em muitos momentos pensei em desistir, mas tive pessoas que me fizeram continuar: meus professores, família, amigos”, comenta ela, que ainda irá concluir a graduação em Biomedicina.

O registro também marca uma celebração ao aleitamento em livre demanda e ao apoio comunitário à mãe que amamenta. “Tirar a foto com ela foi muito justo, porque ela fez parte dos meus estudos, ia para a aula comigo, e a escola sempre ajudou neste processo”, conta. “Mas sou consciente de que tive sorte, pois muitas mulheres não têm esse privilégio”, ressalta, relembrando casos de mulheres que foram impedidas de amamentar publicamente.

A pequena Paolla, que interrompe a conversa pelo telefone para pedir bolacha, come outras coisas, mas a mãe aposta nos benefícios da amamentação prolongada. “Ela tem uma dieta equilibrada, mas faço questão porque vejo que é muito bom para ela, que raramente fica doente”, diz ìsis.

Repercussão na internet

A recepção da foto foi inesperada e em sua maioria positiva, com direito a desabafos de outras mulheres que haviam deixado os estudos quando engravidaram e se inspiraram a voltar ao ver a postagem de Ísis.

Houve críticas também. “Apesar das mensagens legais que recebi, ainda recebi muita mensagem de homens falando coisas com conotação sexual, dizendo que eu estava querendo aparecer, o que é um comportamento ainda muito comum na nossa sociedade”, lamenta.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s