Governo inicia campanha de incentivo à doação de leite materno

Em 2015, a ação tem como foco os bebês prematuros, que, muitas vezes, não podem ser amamentados pelas próprias mães.

Por Luiza Monteiro Atualizado em 21 mar 2017, 18h27 - Publicado em 20 Maio 2015, 14h01

Em comemoração ao Dia Mundial de Doação de Leite Humano, celebrado em 19 de maio, o Ministério da Saúde (MS) lançou, nesta quarta-feira (20), a campanha nacional para incentivar mulheres a doarem leite materno voluntariamente. O tema da iniciativa – feita em parceria com a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (BLH) – é Seja doadora de leite materno e faça a diferença na vida e muitas crianças. O objetivo é aumentar não só o número de doadoras mas também a quantidade de leite coletado e distribuído para os recém-nascidos, principalmente os prematuros de baixo peso que estão internados em UTIs neonatais. Atualmente, o volume dos bancos está entre 55% e 60% da real demanda do país e a meta do governo com a nova campanha é conquistar um aumento de 15%.

Segundo a ministra interina da Saúde, Ana Paula Soter, a rede de bancos de leite materno do Brasil é a maior e mais completa do mundo – são 215 em todo o país, sendo que, em cada Estado, há pelo menos uma unidade. Mas é preciso avançar mais. “Amamentar o próprio filho é um ato de amor, mas doar leite e ajudar a alimentar outros bebês é um ato de amor ainda maior. Esse gesto de solidariedade salva vidas e forma o futuro de muitas crianças”, afirma Soter.

Abaixo, assista ao vídeo da campanha:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=NINUGjmB3co?rel=0%5D

Continua após a publicidade
Publicidade