Mãe é humilhada por amamentar na piscina e dá exemplo de atitude

Caso ocorreu em Illinois, nos EUA, onde há leis que garantem o direito de amamentar em público

Deveria ser apenas mais um dia em um parque aquático de Illinois, nos EUA: ao perceber que a filha Ava, de um ano e dois meses, estava com fome, Brei Theisen foi até o canto da piscina e a amamentou. Mas, assim que a bebê acabou de mamar, Brei foi abordada pelo gerente do Wood River Aquatic Center, que havia sido chamado por um guarda-costas.

Leia também: Brasil é o país onde as mulheres mais são criticadas por amamentar em público

“De repente, ele chegou do meu lado e disse ‘Preciso que você seja mais discreta, porque você está ofendendo outras pessoas e não posso permitir que isso aconteça’”, conta.

Com o sangue quente que só uma mãe tem quando ameaçam a alimentação de seu bebê, Brei não pensou duas vezes ao responder. “Eu disse a ele: ‘Não vou cobrir a cabeça da minha filha debaixo deste sol de mais de 30 graus. As pessoas que estão na praça de alimentação também precisam cobrir as cabeças?’”

Leia mais: 10 respostas de mães que já foram criticadas por amamentar em público

Lembrando que Illinois tem leis específicas que garantem a todas as mães o direito de amamentar em público e as incentivam a abrir processos contra estabelecimentos que tentem impedi-las, Brei pediu para falar com alguém superior ao gerente.

A situação só piorou. Uma mulher que se apresentou como responsável pelo local a levou até um banheiro e perguntou por que ela não amamentava ali, já que não parecia ter problemas em trocar a roupa da bebê naquele local. Brei foi embora “para nunca mais voltar”.

Mais tarde, o Wood River Aquatic Center lançou uma nota que diz: “Nosso gerente e nossa equipe foram totalmente informados sobre as leis e irão incorporá-la ao treinamento de todos os funcionários imediatamente. Pedimos desculpas à mãe e à criança por qualquer transtorno que possamos ter causado a elas”.

Brei manteve sua posição e mandou novamente o recado às mães que amamentam em público e são humilhadas: “As pessoas da praça de alimentação devem se cobrir? A amamentação não deve ser um ato sexualizado”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s