“O parto normal foi a melhor coisa que me aconteceu na vida”, diz Sabrina do MasterChef

Batemos um papo com Sabrina Kanai, que participou da 2ª edição do MasterChef Brasil e, em outubro, deu à luz Eva, sua primeira filha.

Além da tensão para saber quem seria o eliminado do episódio do MasterChef Brasil que foi ar no dia 11 de agosto, os espectadores que assistiam ao programa naquela noite também foram surpreendidos por outra notícia: Sabrina Kanai, que deixou o reality no dia, estava grávida. A novidade foi revelada à jornalista Ana Paula Padrão, na entrevista feita após a eliminação da participante. “Eu sabia da gravidez desde a fase de seleção, mas preferi manter em segredo porque não sabia como seria interpretado, se ia me ajudar ou atrapalhar, e também o quanto eu ia à frente na competição”, contou Sabrina em uma entrevista exclusiva para o Bebê.com.br.

Quando compartilhou a notícia com o Brasil todo, Sabrina já estava no quarto mês de gestação. No dia 16 de outubro, uma sexta-feira, ela deu à luz Eva, em um parto natural. A pequena chegou ao mundo pesando 3,370 quilos e medindo 51 centímetros. Essa é a primeira filha de Sabrina e do marido, o engenheiro francês Mathieu Picard. A seguir, confira o bate-papo que fizemos com a cozinheira sobre a experiência de participar do programa enquanto estava grávida, o parto normal e o projeto que ela acaba de lançar com Izabel, sua amiga e vencedora do MasterChef Brasil 2015.

1. A gravidez foi uma surpresa ou vocês estavam tentando?

Foi total surpresa, não foi algo planejado. Mas a informação foi muito bem recebida, ficamos muito felizes. A gente fez um teste de farmácia que deu positivo, mas não estávamos acreditando. Como farmacêutica, eu sei que não existe falso positivo, mas ainda assim fomos até a farmácia e tentamos de novo. A gente fez três testes no total. Quando fui fazer o ultrassom, eu já estava de oito semanas. Achei que estivesse de um mês só! Já dava até para ouvir o coração, foi muito emocionante.

Reprodução Instagran/@sabrinakanai Reprodução Instagran/@sabrinakanai

Reprodução Instagran/@sabrinakanai (/)

2. Como foi participar do programa e fazer todas as provas estando grávida? Você teve enjoos?

A parte mais crítica dos enjoos foi até o terceiro mês, que foi exatamente o período de seleção. Nessa etapa, teve uma prova que era uma espécie de caixa surpresa, em que todo mundo estava fazendo carne refogada com alho, e o cheiro de alho refogado me deixava muito enjoada. Quando o programa começou a ser gravado, eu já tinha passado dessa fase, então foi tranquilo. Obviamente, como as gravações eram bem corridas, todo mundo ficava cansado e acho que, por estar grávida, eu ficava um pouco mais. Mas eu tentava disfarçar. E acabou que deu certo, porque os participantes só ficaram sabendo no momento em que fui eliminada. E, de fato, foi uma surpresa para todo mundo – até para a Izabel, que era bastante próxima a mim. Eu contei para ela só no dia da eliminação.

3. E como foi esconder a barriga?

Quando fui eliminada, eu estava com quatro meses e pouquinho, a barriga já estava começando a aparecer. No começo, eu usava muita legging para não apertar, mas teve um momento em que não dava mais para usar essas calças, porque eu tinha medo de machucar o bebê. Daí comprei calças jeans específicas para gestante, que têm aquele cós com elástico. E eu usava com uma blusinha larga para disfarçar. A Izabel até percebeu isso, mas ela achou que eu vestia essas roupas só para ficar mais confortável (risos).

Vivi Sodré Photo Vivi Sodré Photo

Vivi Sodré Photo (/)

4. Você passou por um parto normal. Fale um pouco dessa experiência.

Foi incrível. Eu imaginava que ia ser superestressante, até pela imagem que temos do parto normal – que é muito distorcida. Mas a equipe médica trabalhou incrivelmente bem. Eu curti muito, foi um dia muito feliz. Comecei a sentir as contrações de madrugada e, quando o intervalo entre elas começou a diminuir, fui para o hospital. Tinha uma enfermeira comigo, me ajudando nos exercícios, nos banhos quentes… Foi excepcional! Eu aconselho todo mundo a passar por isso – inclusive, já convenci todas as minhas amigas a ter esse tipo de parto! A maioria quer cesárea, mas essa experiência foi a melhor coisa que me aconteceu na vida.

5. Quais têm sido as suas maiores dificuldades na rotina como mãe?

Por incrível que pareça, eu tinha na minha cabeça que amamentar seria mais fácil do que foi. Eu aproveitei bastante enquanto estava no hospital para ter as orientações das enfermeiras. Mas o período de adaptação é difícil, essa rotina de amamentar de 3 em 3 horas… Esse foi um grande desafio. Até você pegar o jeito e o seu corpo se adaptar é complicado. Mas agora acho superlegal! Fico feliz de dar de mamar e vejo que é muito importante, que faz bem para a Eva, para o seu sistema imunológico. Sinto que ela está ficando bem fortinha.

Vivi Sodré Photo Vivi Sodré Photo

Vivi Sodré Photo (/)

6. Conte um pouco sobre o “Batedeira”, seu novo canal de culinária no YouTube, feito em parceria com a Izabel.

Durante o programa, por causa da nossa afinidade, a gente falava de ter alguma coisa juntas quando terminasse. E vira e mexe eu recebo mensagens de pessoas pedindo receitas das coisas que preparo. Então, pensamos: por que não explorar isso de uma forma positiva e que mantenha o contato com o público? Daí veio a ideia do canal.

7. E como é a rotina de gravação?

Eu sabia que ia ser complicado depois de ganhar neném. Por isso, concordamos em fazer as gravações antes de a Eva nascer. Já fizemos dez episódios, que foram filmados em setembro. Publicamos um por semana e a ideia é fazer uma temática representada por com duas pessoas. Então, por exemplo, no episódio do ravióli, teve uma receita minha e outra da Bel.

Vivi Sodré Photo Vivi Sodré Photo

Vivi Sodré Photo (/)

8. Você tem outro projeto em andamento?

Eu gosto muito da parte de confeitaria. Inicialmente, quero ver se consigo umas encomendas para fazer daqui de casa mesmo. O meu desejo é tentar conciliar a maternidade com isso. Outra coisa que eu também gostaria muito é de poder dividir essa experiência de ser mãe com outras mulheres. Vejo que muitas mães têm dúvidas e seria legal poder ajudar num canal de vídeos, por exemplo.

9. Você pretende ter mais um filho?

Eu gostaria de ter mais um, porque acho que, para a criança, é uma companhia. A gente pensa, sim, em dar um companheiro ou um companheira para a Eva brincar e aprender a dividir. Mas não agora… 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s