Mãe de gêmeos faz apelo sobre o corpo no pós-parto

Com uma foto que revela a cicatriz da cesárea e as estrias na barriga, a jovem de 19 anos fala sobre a importância de aceitar o corpo depois da gravidez.

Suas estrias NÃO te definem, sua cicatriz NÃO te define“, desabafa Emily Marson em sua conta no Instagram. A jovem inglesa de 19 anos deu à luz Arthur e Finley, gêmeos idênticos, em novembro do ano passado e compartilhou no dia 2 de março um importante apelo às mães. Em uma foto que mostra os dois bebês ao lado de sua barriga – com a cicatriz da cesárea e as estrias que vieram com a gravidez  – a mamãe de primeira viagem fala sobre a transformação do seu corpo ao gerar seus filhos.

A cicatriz que terei pelo resto da vida é um pequeno sacrifício pela vida inteira de belas memórias com a minha família“, escreveu Emily, com o objetivo de incentivar outras mães a amar o próprio corpo do jeito que ele é. “Você é incrível, você é uma mãe e você é a luz dos seus bebês“, diz ela, que relata ainda em seu post alguns momentos difíceis que precisou enfrentar durante a gravidez, como as vezes em que ficou hospitalizada por desidratação e contrações antecipadas, pois “os meninos queriam sair cedo demais“.

Nos comentários, não faltam agradecimentos de outras mães que se sentem compreendidas e incentivadas a não rejeitar as marcas da gestação, mesmo que no difícil período do pós-parto.

Confira o post completo e, em seguida, a sua tradução:

 

“Ok, este é um post bastante pessoal para mim, mas estou no quarto mês do pós-parto e estou começando a aceitar o que meu corpo se tornou. Abriguei dois belos bebês por 36 semanas e amamentei por cinco semanas. A gravidez não foi exatamente fácil. Os meninos queriam sair cedo demais e fiquei hospitalizada em algumas ocasiões por causa de desidratação e contrações antecipadas. Nossos corpos enfrentam muitas adversidades, muita coisa muda e o nosso corpo tem que lidar com uma enorme carga de estresse. Estou muito orgulhosa por ter carregado crianças tão lindas e alimentá-las, aquecê-las e, mais importante, amá-las mais do que eu jamais imaginei que amaria. A cicatriz que terei pelo resto da vida é um pequeno sacrifício pela vida inteira de belas memórias com a minha família. As suas estrias NÃO te definem, as suas cicatrizes NÃO te definem, a sua barriga flácida NÃO te define. Você é incrível, você é uma mãe e você é a luz dos seus bebês. Eu queria compartilhar essa história para mostrar a realidade dos nossos corpos e mostrar que está tudo bem não ser perfeita porque, aos olhos deles, você é”.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s