Nike lança linha de roupas para grávidas e lactantes que se exercitam

E ela não é a única com peças fitness pensadas no conforto de gestantes e puérperas. Olha só esta seleção de marcas que possuem coleções maternidade!

O exercício continua recomendado na gestação, com todas as adaptações necessários ao seu treino usual, claro. Vida que segue, mas acredite, gravidinha: vai chegar um momento em que será impossível malhar com as mesmas roupas de academia de antes. A legging fica descendo na altura da barriga, o top começa a apertar e as blusinhas ficam cada dia mais curtas. É incômodo e não vai ter como postergar. Se você quer continuar se exercitando com conforto, é preciso investir em peças pensadas pra esta fase da gravidez.

Felizmente, de uns anos para cá, as marcas têm idealizado coleções mais inclusivas e que visam acolher as mães esportistas. A Reebok, Adidas e Speedo já possuem, e a mais recente a entrar neste mercado foi a linha Nike (M), um projeto que nasceu depois de um estudo de três anos com mais de 150.000 imagens das mudanças corporais de diversas mulheres e a participação de 30 atletas. Tudo para buscar uma roupa com elasticidade pra abraçar o formato da grávida e facilitar também na amamentação, mas sem perder o DNA da marca.

View this post on Instagram

7 weeks after birthing Mars, and 1 week after having surgery, the kids and I took part in a campaign for @Nike’s new maternity line, Nike (M). To say I was exhausted would be grossly understated. Not only was I still healing from having my second child and surgery, we were in the thick of this pandemic and I was just miles away from the site where George Floyd was murdered by police earlier that month. I was physically, emotionally, and spiritually drained. However, I was also extremely grateful for the opportunity presented by Nike! Feeling like I needed to continue holding myself and brands I worked with accountable, I asked Nike to make a $15,000 donation to an organization of my choice. I could not and can not consciously stand in my truth and partner with brands who are not aligned with my morals and mission. With open minds and hearts, the good people at @Nike and I were able to identify a recipient: @RootsBirthCenter. They have a newly developed nonprofit called Seeds. Seeds focuses on community outreach, professional development, birth equity, and making real, measurable change in the birthing world. I love merging creativity, corporate, and community—it’s really the only way I want to work. May this be a reminder: No matter how big or small your platform is, you have the power to make an impact. I’ve been waiting for this maternity line for 3 years and it’s finally here! Big, BIG ups to the team who made this possible @nike @cassblackbird @nomiandmars @tomblanchard @shibonleigh @zeniajaeger @jennytondera @sloveandjoy @millionairechaz @noproblemos__

A post shared by Marz Lovejoy • beauty/BRAINS 🛸 (@marzyjane) on

Sem zíper e sem fecho, as peças tem apenas três cores- preto, cinza e rosa – e para um olhar desatento, pode parecer como qualquer outra roupa da Nike, mas os detalhes escondem as comodidades: as leggings permitem cobrir a barriga com o pano ou dobrá-lo confortavelmente embaixo da barriga; o sutiã tem secagem rápida e recorte que permite a amamentação; uma blusa com decote redondo e um moletom com abertura, bem macios e flexíveis, também auxiliam na hora do aleitamento.

Vale lembrar que a Nike sofreu críticas, em 2019, após atletas patrocinadas alegarem falta de amparo da empresa diante de suas gestações. A corredora Aliysia Montaño contou, na época, que a Nike anunciou que suspenderia seu patrocínio durante a gravidez. Depois que os relatos chegaram na mídia, a marca reagiu aumentando o tempo de pagamento de 12 para 18 meses para as esportistas gestantes e puérperas.

Veja também

As peças estão previstas para chegarem às lojas dos EUA no dia 17 de setembro. Enquanto não aportam no Brasil, selecionamos itens de outras marcas que já possuem linha maternidade que podem ajudar a deixar o exercício mais confortável na gravidez e na amamentação.

Confira (e clique no link para comprar):

 (Netshoes/Divulgação)

Legging Maternity, Reebok, R$299,99

 

 

Blusa com abertura de amamentação, Jchen, R$ 51,11

 (Centauro/Divulgação)

Camiseta regata Studio Maternity, Reebok, R$89,99

 


Legging gestante, Agora Sou Mãe, R$109,90

 

 (Netshoes/Divulgação)

Maiô gestante de natação, Trinys, R$139,90

Moletom de manga comprida para amamentação e gravidez, Jchen, R$135,46

Blusão cropped Studio Maternity, Reebok, R$189,99

Blusão cropped Studio Maternity, Reebok, R$189,99 (Centauro/Divulgação)

 

 (C&A/Divulgação)

Calça gestante jogger cintura alta, C&A, R$ 99,99

*A redação selecionou produtos em setembro de 2020. Nós podemos receber uma comissão por compra realizada nas lojas citadas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s