A importância de praticar atividade física antes de engravidar

Se você pretende engravidar, a melhor saída para driblar os desconfortos que dão as caras conforme a barriga cresce é praticar exercícios físicos desde já!

Imagine só o desafio que vem por aí: ao longo dos nove meses, a mulher vai ganhar cada vez mais peso – são cerca de 11 a 14 quilos a mais. Dessa sobrecarga, vêm a sensação de cansaço que tanto incomoda as gestantes e as dores musculares, no bumbum, nas coxas e nas pernas. A gravidade é outra que não dá sossego para as futuras mães. Enquanto o bebê empurra a barriga para frente, elas precisam de esforço extra para se sustentar e equilibrar. Ufa! Percebeu por que algumas mulheres comparam a gravidez a uma maratona de 40 semanas?

Não tem para onde correr. A melhor saída para driblar os desconfortos que dão as caras conforme a barriga cresce é praticar exercícios físicos antes de engravidar. “Com o aumento do volume uterino, ocorre uma mudança no centro gravitacional da mulher, o que induz a uma lordose fisiológica”, explica a obstetra Thaís Sanches Domingues, especialista em reprodução humana da Clínica Huntington, em São Paulo. A dor lombar, relatada por algumas gestantes, é decorrente disso. Para quem mexe o corpo desde já, esse problema se torna menos intenso durante a gravidez.

Veja também

Esse não é o único desconforto que recebe um chega pra lá quando a futura mãe pratica atividades físicas. Fátima Palha, professora de fisiologia do exercícios da Universidade Federal do Rio de Janeiro, explica que a mulher que se exercita tem menor quantidade de gordura corporal, sendo assim, não precisa fazer tanto esforço para se adaptar à sobrecarga de peso. “A musculatura das mulheres ativas, fortalecida pelos exercícios, permite maior independência física e melhor equilíbrio, o que previne, por exemplo, as quedas indesejáveis”, destaca.

Fôlego extra

Os benefícios também se estendem ao coração e aos pulmões. Mais sangue é bombeado e, em resposta, diminuem as tonturas, os inchaços, as varizes. O cansaço é outro que vai embora e as dores nas mãos e nas pernas, comuns durante o primeiro trimestre, também são menores. “Provavelmente, porque a atividade física contribui para reduzir a retenção de líquidos”, explica a obstetra Thaís Sanches.

Como não poderia deixar de ser, quem pratica atividade física regularmente antes e durante a gravidez conta ainda com um antídoto para lidar com a montanha russa emocional decorrente das alterações hormonais. “O cérebro libera substâncias químicas como endorfina, dopamina e serotonina, responsáveis pela diminuição do estresse”, acrescenta Thaís Sanches.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s