Pais fazem ensaio newborn para bebê que tem tumor no cérebro

Prepare-se para a emocionante história da pequena guerreira Abigail Noelle Jones.

Abigail Jones é a segunda filha de Erika e Stephen Jones, um casal que vive em Jacksonville, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, e que já tinha a pequena Audrey, de 2 anos. Abigail veio ao mundo no dia 6 de agosto de 2015 e, embora seja apenas uma recém-nascida, sua história tem se espalhado mundo afora.

Quando Erika estava grávida de 18 semanas, um exame de sangue apontou que a sua mais nova filhota apresentava sinais de síndrome de Down. O diagnóstico foi confirmado pouco tempo depois. Apesar do choque inicial e das dúvidas e inseguranças que surgiram, Erika e Stephen aceitaram que seriam pais de uma criança especial – e estavam felizes com isso.

8.08 Photography/808photographyjax.com 8.08 Photography/808photographyjax.com

8.08 Photography/808photographyjax.com (/)

Mas, na 30a semana de gestação, um exame de ultrassom mostrou o crescimento de uma massa no cérebro da pequena Abigail. Uma ressonância magnética fetal revelou que se tratava de um tumor, que estava substituindo o tecido cerebral e destruindo a anatomia do órgão. “Nossos corações ficaram quebrados e nossas cabeças, cheias de perguntas e medos do que estava por vir”, escreveu a mãe de Abigail no site da fotógrafa Mary Huszcza. Neurocirurgiões e outros especialistas disseram que não havia esperanças.

Com o acompanhamento, notou-se que o tumor estava crescendo e aumentando o tamanho da cabeça de Abigail, o que inviabilizaria o parto normal. Por isso, os médicos optaram por marcar a cesárea, que foi agendada para o dia 12 de agosto. No entanto, na noite do dia 5, Erika entrou em trabalho de parto e, à meia-noite do dia 6, sua segunda filha nascia.

8.08 Photography/808photographyjax.com 8.08 Photography/808photographyjax.com

8.08 Photography/808photographyjax.com (/)

“A nossa expectativa era que não teríamos muito tempo com Abigail, mas nossos corações se encheram de alegria quando vimos aquela bebê cor-de-rosa chorando alto”, disse Erika. Segundo ela, a pequena está se mexendo, movimentando a língua, abrindo os olhos, segurando os dedos do papai e da mamãe e fazendo todas as coisas que um bebê faz. “Deus nos presenteou com inúmeros momentos preciosos que jamais imaginamos que ter”, agradece Jones.

Uma ressonância magnética feita após o nascimento confirmou que nada pode ser feito para tratar o tumor da pequena Abigail. A recomendação médica foi de que Erika e Stephen levassem a bebê para casa e a enchessem de amor. “Nós temos sufocado esse pequenina com amor e beijos e vamos continuar a fazê-lo o máximo que pudermos”, afirmou Erika. E uma das formas encontradas para isso foi por meio deste lindo ensaio fotográfico, clicado por Mary Huszcza.

Se as expectativas médicas se confirmarem, Abigail não viverá por muito tempo. Mas não há dúvidas de que ela vai saber o que é amor de verdade.

8.08 Photography/808photographyjax.com 8.08 Photography/808photographyjax.com

8.08 Photography/808photographyjax.com (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s