Pai é preso após anunciar filho em site de classificados: “Ótimo investimento. Valor a combinar”

A Polícia Civil começou as investigações após receber uma série de denúncias. O pai alega ter sido apenas uma brincadeira.

Por Laís de Andrade Atualizado em 22 out 2016, 17h53 - Publicado em 30 mar 2016, 14h43

Um homem foi preso nesta terça-feira, 29, pela Polícia Civil de Minas Gerais, acusado de anunciar o seu filho recém-nascido, de apenas 10 dias, na OLX, site de classificados na internet. A postagem foi feita na segunda-feira, 28, na Cidade de Contagem (MG) e foi retirada do ar horas depois, após uma série de denúncias.

O anúncio feito pelo pai apresentava cinco fotos do pequeno, além da seguinte descrição: “Vendo lindo bebê, com 10 dias de vida. Homem lindo, com saúde total e comprovada. Ótimo investimento. Valor a combinar”.

Abimael Moreira Caldeira Costa, de 24 anos, admitiu ter feito a publicação, mas alegou que tudo não passava de uma brincadeira. Ele e sua esposa, Fiama Aparecida, de 23 anos, foram localizados em Ibirité, também no estado de Minas Gerais, e o casal foi preso em flagrante. A mãe foi liberada depois de ser interrogada, mas segue sob investigação da polícia.  

O pai deve responder às acusações do Art. 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que consiste em “prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa” e ao Art. 232 do ECA: “submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento”. 

Em nota, a OLX lamentou o ocorrido e se colocou à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário. Leia o texto na íntegra:

“A OLX lamenta o ocorrido e informa que assim que identificou o anúncio indevido o removeu imediatamente de sua plataforma. A empresa reforça que repudia esse tipo de conteúdo e que o caso mencionado viola os Termos e Condições de Uso da plataforma.

A OLX coloca-se à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário e informa que disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios. A OLX recomenda  que quando os usuários verificarem a existência de anúncios que apontem para práticas irregulares ou conteúdos indevidos, denunciem o conteúdo na própria plataforma ou entrem imediatamente em contato com a equipe de atendimento ao cliente da OLX, para que a empresa investigue o anúncio e tome as medidas necessárias.

A empresa ressalta que preza pela qualidade do serviço prestado. Para isso, conta com uma equipe de atendimento dedicada a aprimorar a plataforma constantemente, para manter a comunidade de usuários segura. A política de uso está disponível na plataforma pelo link http://www.olx.com.br/copyright“.

Reprodução/ OLX
Reprodução/ OLX

Continua após a publicidade
Publicidade